Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,41
    -0,15 (-0,21%)
     
  • OURO

    1.809,10
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    38.359,33
    -1.021,79 (-2,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,35
    -15,09 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.030,50
    -15,75 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1758
    +0,0103 (+0,17%)
     

Programa de treinamento no emprego visa evitar "efeito cicatriz" para jovens, diz secretário

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA (Reuters) - O programa de treinamento de jovens no emprego a ser lançado pelo governo visa evitar o "efeito cicatriz" para a geração que tentará entrar no mercado de trabalho no pós-pandemia, afirmou o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, durante reunião plenária da Organização Internacional do Trabalho (OIT) nesta terça-feira.

A expressão se refere aos prejuízos profissionais de longo prazo sofridos por trabalhadores que ingressam no mercado em situações adversas.

"Para ajudar na transição para o mundo pós-pandemia, o governo brasileiro está próximo de anunciar medidas que incentivam o primeiro emprego de jovens por meio do pagamento de uma bolsa vinculada ao treinamento desses jovens por empresas privadas, evitando o que conhecemos como 'efeito cicatriz', que pode afetar a trajetória laboral daqueles que buscam a entrada no mercado de trabalho em um momento tão conturbado", disse Bianco.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou em maio que o programa deverá prever o pagamento de 600 reais aos jovens beneficiados, que receberão treinamento profissional dentro das empresas. O valor será dividido igualmente entre governo e empresas participantes.

Em seu discurso na OIT, Bianco também defendeu reformas para aperfeiçoar a governança da entidade, que faz parte do sistema ONU (Organização das Nações Unidas).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos