Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.468,46
    -3.993,31 (-6,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Programa de capacitação Cresça com o Google terá edição para mulheres pretas

·3 min de leitura

A próxima edição do programa de capacitação técnica, desenvolvimento de habilidades e construção de soluções para os principais entraves do mercado de trabalho Cresça com o Google terá como destaque a carreira profissional e acadêmica das mulheres pretas. São 40 milhões de mulheres pretas no país, mas só metade está no mercado de trabalho.

Essa realidade foi agravada durante a pandemia do novo coronavírus em razão de problemáticas sociais e econômicas. A edição Cresça com o Google para Mulheres Pretas quer mudar essa estatística e atuar no enfrentamento de desafios profissionais e pessoais ocasionados por desigualdades racial e de gênero.

Ana Fontes, fundadora e CEO da Rede Mulher Empreendedora (RME), lembra que as mulheres foram as mais afetadas pela pandemia, especialmente as negras. “Por isso é fundamental termos programas de capacitação para geração de renda que auxiliem na conquista da independência financeira."

Imagem: Reprodução/Unsplash/Mitchell Luo
Imagem: Reprodução/Unsplash/Mitchell Luo

Após cinco edições para mulheres, a última iniciativa do ano ocorre em 17 de novembro. O encontro terá convidadas para diálogos sobre temas relevantes na experiência das mulheres pretas em ambientes corporativos. O acesso é gratuito neste link e o conteúdo ficará disponível sob demanda após a reunião.

A abertura terá Bibiana Leite, diretora de Parcerias de Conteúdo no YouTube para América Latina e Canadá. "Minha família me ensinou desde sempre que as pessoas podem tirar tudo de mim, mas não a minha educação e o meu conhecimento", diz Bibiana.

Segundo ela, o objetivo do Cresça com o Google é fazer que mais mulheres e meninas pretas possam seguir investindo em si mesmas. “Assim, poderão romper barreiras, fortalecer a autoestima, ganhar confiança e trilhar o caminho profissional que desejam."

Agenda do encontro

Ana Minuto conduzirá a primeira apresentação. Ela é a primeira coach negra a desenvolver uma metodologia que atende as especificidades de afrodescendentes e afroempreendedores. Ela vai tratar da Síndrome da Impostora, um tema importante e urgente no ambiente profissional.

Já a segunda agenda do dia será com Caroline Moreira, diretora e criadora da startup Negras Plurais, facilitadora afrolab da Feira Preta e gerente de projeto dos Canais Pretos do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Organização das Nações Unidas (ONU). O tema será "Autoestima da Mulher Preta", para falar sobre como valorizar pontos fortes, identidade, características particulares e autoconfiança.

Imagem: Reprodução/Envato/Prostock-studio
Imagem: Reprodução/Envato/Prostock-studio

Dany Carvalho, que atua há 10 anos em iniciativas de fomento à inovação e ao empreendedorismo tecnológico no Brasil, vai falar sobre como melhorar a própria apresentação. Para isso, vai destacar os pontos fortes para um posicionamento mais eficaz.

A especialista em inovação e transformação digital Amanda Graciano vai discutir a geração de conteúdo como forma autêntica para chegar às pessoas. Entre os tópicos da conversa "Criatividade, criação de conteúdo e relevância na sua carreira" estão a concepção de produtos de relevância para as trajetórias pessoal e profissional.

Karen Santos, CEO e fundadora da UX para Minas Pretas, vai tratar de um tabu antigo: o lugar da mulher na tecnologia. Serão destacados os principais desafios da carreira, o protagonismo das mulheres pretas no segmento e a construção de imagem no mercado de trabalho e em projetos individuais.

Quem fecha as apresentações é Dilma Campos, facilitadora do Google Women Will — Cresça com o Google. Ela vai discutir a organização e a administração dos papéis da mulher preta enquanto destaca o reflexo dos espaços de atuação cotidianos, da própria casa ao mercado de trabalho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos