Mercado abrirá em 6 h 30 min
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,48
    +0,98 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.752,30
    +23,50 (+1,36%)
     
  • BTC-USD

    46.323,88
    +1.204,12 (+2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    925,79
    -7,35 (-0,79%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    29.357,52
    +377,31 (+1,30%)
     
  • NIKKEI

    29.663,50
    +697,49 (+2,41%)
     
  • NASDAQ

    13.049,00
    +138,00 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7589
    +0,0006 (+0,01%)
     

Programa de bolsas da Digital House tem inscrições até 31 de janeiro

Rui Maciel
·3 minuto de leitura

A Digital House anunciou que as inscrições para o seu programa de bolsas vão até o próximo domingo, dia 31 de janeiro. Ao todo, serão mais 400 bolsas de estudo, de até 100%, nos cursos de Marketing Digital, Desenvolvimento Web Full Stack, Data Analytics, Data Science, UX, Gestão de Produtos Digitais, Desenvolvimento Mobile Android e Desenvolvimento Mobile IOs, em formato 100% remoto. Além disso, ela será válida para pessoas de todo país.

Os pré-requisitos para quem quer participar do processo seletivo são: ter mais de 18 anos, ter o segundo grau completo e ser residente em qualquer cidade do Brasil., Além disso, não será necessário realizar qualquer tipo de pagamento. Os interessados devem acessar este link, preencher o formulário e completar o teste de lógica até o dia 31 de janeiro. Após essa primeira etapa, os selecionados terão entre os dias 04 e 23 de fevereiro para realizar o desafio online. Aqueles que passarem por essa segunda peneira passarão pelas entrevistas a partir de 1º de março e, se aprovados no processo seletivo, terão até o dia 19 de março para efetuar a matrícula.

O início das aulas está previsto para acontecer a partir do dia 1º de abril. Segundo Cristiano Santos, CMO da Digital House, a escola está em busca de pessoas comprometidas, curiosas e que tenham desejo de crescer profissionalmente. A ideia é integrar estudantes de todo o Brasil, promovendo a troca de experiências em encontros remotos, com a participação ativa de todos no conteúdo da aula. "Essa interação ao vivo com o professor e os colegas, que é um dos nossos grandes diferenciais, nos ajudará a capacitar os futuros profissionais que possam suprir essa demanda de mercado tão latente”, afirmou ele.

Entre janeiro e novembro de 2020, a Digital House concedeu 1.130 bolsas de estudos, entre iniciativas próprias (260) e parcerias com grandes organizações (870).

Alta demanda do mercado

A pandemia acelerou os processos de transformação digital em muitas empresas. Para se ter uma ideia, 60% dos executivos consultados pela Robert Half afirmam que o período de quarentena acelerou essa digitalização corporativa em todos os setores - o que corrobora a alta busca por profissionais de tecnologia. A demanda por profissionais de tecnologia, segundo a Revelo, aumentou mais de 160% de 2018 para 2019. E o Brasil terá, de acordo com a consultoria McKinsey, um gargalo de 1 milhão de profissionais de tecnologia até 2030.

Para quem tem vontade de aproveitar esse momento, é importante destacar que o salário médio para carreiras digitais como Programação, Marketing Digital, Dados e UX, é de R$ 8.149,00, segundo sites especialziados como o Glassdoor e o Vagas.com. “O brasileiro tem talento para as carreiras digitais, independentemente do local em que viva. Com mais essa iniciativa, queremos chegar aos quatro cantos do país e mostrar na prática que é possível ser especialista aonde quer que a pessoa esteja", declara Edney “InterNey” Souza, diretor acadêmico da Digital House. "A distância, definitivamente não é empecilho e a Digital House tem capacidade para levar aos alunos dos locais mais afastados um ensino de qualidade, inovador e alinhado às tendências do mercado de tecnologia”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: