Mercado abrirá em 1 h 44 min

Professor compra atestado de tuberculose para estender feriado e escola entra em alerta

A escola inteira entrou em estado de alerta após o professor falsificar a doença (Foto: Reprodução)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Diagnóstico incluía o atestado e uma radiografia dos pulmões comprometidos

  • Escola pagou pelos exames de todos os alunos para garantir que a doença não se espalhasse

Um professor de inglês de uma escola particular de Hohhot, na China, não queria voltar a dar aulas após um feriado. Para estender a folga, usou um método desonesto: comprou um diagnóstico de tuberculose completo com radiografia dos pulmões comprometidos pela doença.

O professor de 23 anos, identificado apenas como Du, pagou cerca de R$ 270 pela falsificação. No dia 10 de outubro, apresentou os documentos à direção da escola com o objetivo de estender o feriado do Dia Nacional da China, comemorado todos os anos entre os dias 1 e 7 de outubro.

Leia também

O diagnóstico imediatamente preocupou os pais dos alunos da classe de Du, que têm cerca de cinco anos. A situação ficou ainda mais grave quando dois deles foram diagnosticados com um quadro inicial da infecção bacteriana.

Para evitar novos contágios, a escola acabou transformando o feriado prolongado em férias, e pagou os exames de todos os 18 estudantes de Du. Ao perceber a proporção que a sua mentira tinha tomado, Du decidiu pagar mais R$ 180 em outro atestado falso – desta vez, afirmando que ele estava curado.

A recuperação rápida deixou os pais dos alunos desconfiados, e eles pressionaram o professor para fazer novos exames em um hospital público da região. Foi aí que descobriram que Du nunca teve tuberculose, e a radiografia pertencia a outra pessoa.

O professor, que segundo os pais era muito querido pelas crianças, fez um pedido público de desculpas admitindo que não sabia o quão séria é a doença.

À imprensa local, os pais anunciaram que vão exigir da direção da escola um atendimento melhor, mas não disseram se vão envolver oficiais do governo na questão. O diretor não informou se o professor será demitido.

No entanto, uma parte da história segue sem solução: como os dois alunos contraíram tuberculose?