Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    -0,13 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    38.937,61
    +2.826,89 (+7,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,87 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    -1,50 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Produtores de lítio estão otimistas com a alta demanda para carros elétricos

·2 minuto de leitura
.

Por Ernest Scheyder

(Reuters) - A crescente demanda por lítio está elevando os preços do metal da bateria de veículos elétricos, alimentando uma expansão da produção, que ainda não produz os suprimentos necessários para atender aos agressivos planos de fabricação desses veículos.

Albemarle, Livent e outros produtores têm se esforçado para produzir mais lítio, mas alguns analistas temem que o recente salto de preço desestimule uma expansão grande o bastante para atender a tendência de novos modelos até meados da década.

Desde janeiro, a General Motors, a Ford, a LG Energy Solution e a SK Innovation, junto com outras montadoras e fabricantes de peças de bateria, disseram que gastarão bilhões de dólares em fábricas de veículos elétricos.

O presidente dos EUA, Joe Biden, propôs gastar 174 bilhões de dólares para impulsionar as vendas e infraestrutura de elétricos. A União Europeia tem planos semelhantes, que também quer alancçar a líder mundial no setor, a China.

Essas mudanças ajudaram os índices de preços do lítio a saltar 59% desde abril de 2020, de acordo com dados da Benchmark Mineral Intelligence, um provedor de preços de commodities.

A demanda crescente "reflete o que parece ser um real e fundamental ponto decisivo em nossa indústria", disse Paul Graves, presidente-executivo da Livent, fornecedora da Tesla. Na segunda-feira, a empresa disse que mais do que dobrará sua produção anual de lítio, para 115 mil toneladas.

Mas Graves alertou que "será um desafio para a indústria de lítio produzir material qualificado bastante no médio prazo".

"Os próximos anos serão fundamentais para sabermos se há oferta suficiente de lítio disponível, e é por isso que estamos começando a ver os preços das commodities começarem a subir", disse Chris Berry, consultor independente da indústria de lítio.

Os ganhos de preço ajudaram a Albemarle e outros produtores importantes, incluindo a chinesa Ganfeng Lithium e a SQM, a registrar grandes ganhos no lucro do primeiro trimestre.

As previsões indicam que a demanda por metais brancos subiu de cerca de 320 mil toneladas anuais no ano passado para mais de 1 milhão de toneladas anuais até 2025, quando muitos fabricantes de automóveis planejam lançar novas frotas de carros elétricos.

Mesmo assim, espera-se que a demanda supere a oferta em 2025 em mais de 200 mil toneladas, então os preços do lítio podem precisar suibr para encorajar os produtores a construir mais minas, elevando os preços ques consumidores pagam pelos carros.