Mercado fechará em 6 h 43 min

Produtor musical Arnaldo Saccomani morre aos 71 anos

Extra
·1 minuto de leitura

Conhecido do grande público por sua participação como jurado de programas de TV como "Ídolos" e "Qual é o seu talento?", o produtor musical Arnaldo Saccomani morreu na madrugada desta quinta-feira (27), vítima de complicações renais, três dias após completar 71 anos.

A informação foi confirmada pela filha do produtor, Thais Saccomani, à revista "Quem". Em seu perfil no Instagram, ela postou uma foto em que aparece de mãos dadas com o pai e com a seguinte legenda: "Estaremos sempre juntos".

Ainda segundo a família, o produtor estava em um sítio em Indaiatuba, interior de São Paulo. Seu corpo será velado no Cemitério Memorial Parque Paulista, em Embu das Artes, a partir das 10h.

Em junho de 2019, Saccomani chegou a ser internado em um hospital de São Paulo, quando foi diagnosticado com uma rara doença renal denominada de uremia, que é o excesso de ureia no sangue, quando os rins não filtram mais adequadamente. Desde então, o produtor vinha se submetendo a sessões de hemodiálise.

No Instagram, o colega de bancada no programa "Ídolos" e também produtor musical Rick Bonadio prestou sua homenagem a Saccomani: "É com uma profunda tristeza que dedico esse espaço ao grande amigo, mestre e pessoa que me deu as primeiras oportunidades e incentivos na minha carreira na música".

Saccomani iniciou sua trajetória como produtor musical na década de 1960, tendo trabalhado com grandes nomes como Rita Lee, Fábio Júnior, Tim Maia e o cantor mexicano Luis Miguel.

Na década de 1990, esteve por trás do sucesso dos grupos de pagode romântico e também do femômeno Mamonas Assassinas.

Seu trabalho mais recente como produtor foi o álbum "Além do tempo", de Larissa Manoela, no começo de 2019.