Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.562,39
    -1.074,00 (-0,89%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.154,78
    -340,63 (-0,75%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,23
    +0,25 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.867,70
    +27,50 (+1,49%)
     
  • BTC-USD

    35.123,54
    +723,56 (+2,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    694,59
    -6,02 (-0,86%)
     
  • S&P500

    3.850,54
    +51,63 (+1,36%)
     
  • DOW JONES

    31.154,16
    +223,64 (+0,72%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.284,00
    +298,50 (+2,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4445
    -0,0541 (-0,83%)
     

Produção de abacate está causando terremotos no México

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Abacates. (Foto: Getty Images)
Abacates. (Foto: Getty Images)

Uma fruta conhecida por seu alto valor nutricional, carne saborosa, cores vivas e por protagonizar a cobertura de torradas nos perfis de influenciadores de vida saudável no Instagram. O abacate é tudo de bom – mas a alta demanda tem provocado também problemas de desequilíbrio ambiental.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo um relatório do Fórum Econômico Mundial, no México, a produção de abacates tem causado até terremotos. As informações são da revista Exame.

Leia também:

Tudo por conta de um modelo de produção de alta escala, que exige um uso altíssimo de fontes hídricas, ao ponto de causar desequilíbrios.

O México é o maior produtor mundial de abacate, e sua produção está concentrada no estado de Michoacán – justamente onde os tremores estão ocorrendo.

Como a necessidade de consumo de água beira o incrível uso do equivalente a 3.800 piscinas olímpicas diariamente, os produtores locais precisam extrair o líquido do fundo da terra, e isso tem feito secar áreas dos aquíferos subterrâneos.

Resultado: cavernas são formadas, e essas “bolhas” no subsolo acabam por causar pequenos tremores, em casos de colapso.

O relatório do Fórum Econômico Mundial aponta para a ocorrência de 3.247 movimentos sísmicos em Uruapan, centro mundial de produção de abacate, entre 5 de janeiro e 15 de fevereiro de 2020.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube