Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.393,12
    -270,91 (-0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Produção de petróleo do país fica quase estável em setembro; Petrobras vê recuo de 1,5%

·1 min de leitura

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção de petróleo do Brasil em setembro ficou praticamente estável ante o mês anterior, enquanto a Petrobras registrou um recuo de 1,5%, apontaram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta quarta-feira.

O Brasil produziu no mês passado 3 milhões de barris por dia (bpd) de petróleo, contra 2,997 milhões de barris por dia em agosto e 2,9 milhões de barris em setembro de 2020, mostrou a ANP.

Já a Petrobras, maior produtora de petróleo do país, registrou 2,156 milhões de barris por dia, contra 2,19 milhões de bpd no mês anterior e 2,169 milhões de bpd em setembro do ano passado.

A produção de gás em setembro no Brasil, por sua vez, recuou pelo segundo mês consecutivo em setembro, após ter batido um recorde histórico em julho.

O volume produzido de gás no país somou 133,372 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), uma queda de 2,3% ante agosto, mas uma alta de 6,5% na comparação com um ano antes.

Já a Petrobras produziu 92,76 milhões de m³/d de gás em setembro, alta de 5,6% ante agosto e queda de 3% na comparação com um ano antes.

A anglo-holandesa Shell, segunda maior produtora do Brasil e importante sócia da Petrobras no pré-sal, somou 366,9 mil bpd de petróleo em setembro, alta de 6% ante um ano antes, e 15,596 milhões de m³/d de gás natural, alta de 12% na mesma comparação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos