Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.620,43
    -157,23 (-0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Produção mineral do Brasil cai 9% no primeiro semestre, diz Ibram

Área de exploração de minério de ferro em Parauapebas (PA)

(Reuters) - A produção mineral do Brasil recuou 9% durante o primeiro semestre deste ano ante igual período de 2021, para 441 milhões de toneladas, mostraram dados do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) nesta quarta-feira.

Já o faturamento da indústria do setor caiu 24% entre janeiro e junho, para 113,2 bilhões de reais. Considerando só o segundo trimestre, houve uma recuperação de 1% em relação ao registrado nos três primeiros meses do ano.

A queda no faturamento foi puxada principalmente pelo minério de ferro, que recuou 36% no semestre, registrando 68,3 bilhões de reais. O produto representa 73% de toda a produção mineral do Brasil, segundo o Ibram.

Segundo o diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann, os resultados negativos do setor no semestre se devem principalmente à atual conjuntura da economia global, que impactou a demanda e preços.

"Estamos vendo uma certa desaceleração da China e também os impactos da guerra Ucrânia-Rússia, que, embora localizada no coração da Europa, impacta todos os demais países, ainda que não diretamente envolvidos no conflito", disse Jungmann.

(Por Rafaella Barros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos