Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.480,00
    +2.558,90 (+4,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Produção industrial e vendas no varejo da China ficam abaixo das expectativas em maio

·2 minuto de leitura
Fábrica da Xunxi, afiliada do Alibaba, em Hangzhou, China

Por Gabriel Crossley e Stella Qiu

PEQUIM (Reuters) - O crescimento da produção industrial da China desacelerou em maio pelo terceiro mês, provavelmente pressionado pelos transtornos provocados pelos surtos de Covid-19 na potência exportadora de Guangdong.

A expansão das vendas no varejo e do investimento também ficou abaixo das expectativas do mercado, mas analistas dizem que a atividade ainda parece bastante sólida, destacando que as leituras ainda são distorcidas pelas comparações com as quedas do ano passado.

A produção industrial chinesa aumentou 8,8% em maio sobre o ano anterior, contra alta de 9,8% em abril, informou a Agência Nacional de Estatísticas nesta quarta-feira. A expectativa de analistas em pesquisa da Reuters era de avanço anual de 9,0%.

Em particular, a produção de veículos caiu 4% em comparação com ao ano anterior, comparado com aumento de 6,8% em abril, afetada pela escassez global de chips.

"Essa é uma desaceleração cíclica normal depois de uma recuperação econômica. Em resumo, podemos ver que a recuperação econômica está no auge", disse Hao Zhou, economista do Commerzbank.

A maioria dos analistas esperava alguma moderação na produção em maio devido a encomendas de exportação mais fracas, custos mais altos de insumos para fábricas e restrições ambientais mais duras para a indústria pesada.

Surtos de Covid-19 no Delta do Rio das Pérolas desde o final de maio também paralisaram alguns portos importadores, disseram economistas do Nomura em nota a clientes, embora acreditam que o atual aumento de infecções possa ser contido relativamente rápido.

As vendas no varejo aumentaram 12,4% em maio sobre o ano anterior, abaixo da expectativa de 13,6% e mais fraco que o salto de 17,7% visto em abril.

O investimento em ativos fixos cresceu 15,4% nos primeiros cinco meses ante o mesmo período do ano anterior, contra expectativa de alta de 16,9% e desacelerando ante a taxa de 19,9% entre janeiro e abril.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos