Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,20
    -0,16 (-0,31%)
     
  • OURO

    1.819,20
    -10,70 (-0,58%)
     
  • BTC-USD

    35.918,68
    +24,02 (+0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    700,24
    -34,90 (-4,75%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.197,38
    -321,80 (-1,13%)
     
  • NASDAQ

    12.766,75
    -35,50 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3849
    -0,0077 (-0,12%)
     

Produção industrial da zona do euro cresce bem mais do que o esperado em novembro

·1 minuto de leitura
Fábrica da ThyssenKrupp AG em Duisburg, Alemanha

BRUXELAS (Reuters) - A produção industrial da zona do euro ficou muito acima do esperado em novembro, mostraram dados nesta quarta-feira, graças a uma forte recuperação na fabricação de bens intermediários e de capital.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou que a produção industrial nos 19 países que usam o euro subiu 2,5% em novembro sobre outubro, registrando declínio de 0,6% na comparação anual.

Economistas consultados pela Reuters esperavam aumento mensal modesto de 0,2% e queda anual de 3,3%.

O resultado melhor do que o esperado deveu-se principalmente a um salto mensal de 7,0% na produção de bens de capital e a um aumento de 1,5% nos bens intermediários, o que ajudou a compensar quedas na produção de energia e de bens de consumo duráveis e não duráveis.

Na comparação anual, a produção de bens de capital aumentou 0,1% em novembro após queda de 8% em outubro em termos anuais. A fabricação de bens intermediários teve alta de 1,1% após recuo de 0,9% em outubro.

(Reportagem de Jan Strupczewski)