Mercado fechará em 1 min
  • BOVESPA

    125.884,04
    +831,26 (+0,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.962,01
    +693,56 (+1,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,15
    +0,08 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.797,70
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    39.751,12
    +5.375,72 (+15,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    944,71
    +29,22 (+3,19%)
     
  • S&P500

    4.422,34
    +10,55 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.142,62
    +81,07 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.098,75
    +0,75 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1058
    -0,0158 (-0,26%)
     

Produção de grãos do Brasil deve aumenar 27% em 10 anos, com impulso de soja

·2 minuto de leitura
Colheita de soja em Primavera do Leste (MT)

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de grãos e oleaginosas do Brasil deve crescer para 333 milhões de toneladas até 2030/31, alta de 27% em dez anos, apontaram projeções do Ministério da Agricultura publicadas nesta quarta-feira.

A produção de carnes do país deve crescer para 34 milhões de toneladas no mesmo período, ante 27,4 milhões na temporada atual.

De maneira geral, o crescimento da produção agrícola do país deverá se dar por ganhos de área plantada e produtividade, com impulso do consumo interno e das exportações, disse o coordenador-geral de Avaliação de Políticas e Informação do ministério e um dos pesquisadores das projeções, José Garcia Gasques.

A área plantada de grãos e oleaginosas deve passar de 68,7 milhões de hectares para 80,8 milhões de hectares em 2030/31, acréscimo de 12,1 milhões de hectares ou 17,6%.

A soja, principal produto do agronegócio do Brasil, está entre as culturas que dará maior contribuição para o crescimento, juntamente com o milho e o algodão.

A expectativa é de que a área plantada com soja passe de 38,5 milhões para 48,85 milhões de hectares em dez anos.

Para a próxima temporada, o estudo apontou um novo aumento de mais de 1 milhão de hectares na soja, para 39,7 milhões de hectares.

Muitas dessas áreas com soja recebem o plantio de milho segunda safra, cuja expansão também será relevante, de cerca de 5 milhões de hectares no período do estudo.

O milho primeira safra deve expandir em cerca de 2 milhões de hectares, para cerca de 22 milhões de hectares.

O algodão também terá importante crescimento relativo, de quase 500 mil hectares, para 1,8 milhão de hectares aproximadamente.

Já a área total plantada com todas as lavouras analisadas, incluindo cana, café, cacau e frutas, deve passar de 80,8 milhões de hectares, em 2020/21, para 92,37 milhões, em 2030/31.

A cana terá aumento de cerca de 1 milhão de hectares no período, para 9,6 milhões de hectares.

(Por Roberto Samora)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos