Mercado fechado

Produção brasileira de aço bruto sobe 7,5% em setembro

·1 minuto de leitura
Trabalhador em unidade da Usiminas em Ipatinga (MG)
Trabalhador em unidade da Usiminas em Ipatinga (MG)

SÃO PAULO (Reuters) - A produção brasileira de aço bruto em setembro somou 2,6 milhões de toneladas, alta de 7,5% ante mesmo mês de 2019, informou nesta quinta-feira o Instituto Aço Brasil (IABr).

Já a produção de laminados foi de 1,9 milhão de toneladas, 2,6% inferior no comparativo anual. A produção de semiacabados para vendas foi de 456 mil toneladas, redução de 31,9%.

As vendas internas cresceram 11,8% frente para 1,8 milhão de toneladas. O consumo aparente de produtos siderúrgicos foi de 1,9 milhão de toneladas, 8,2% superior.

Enquanto isso, as exportações de setembro foram de 756 mil toneladas, recuo de 20,9%. Já as importações, de 142 mil toneladas, representaram queda de 22,9%.

No acumulado do ano até setembro, a produção de aço bruto no país foi de 22,3 milhões de toneladas, declínio de 9,7% contra mesma etapa de 2019. A produção de laminados foi de 15,5 milhões de toneladas, queda de 10,8%. A produção de semiacabados totalizou 5,9 milhões de toneladas, retração de 10,4%.

As vendas internas foram de 13,5 milhões de toneladas, declínio de 4,2%. O consumo aparente de produtos siderúrgicos, de 14,9 milhões de toneladas, mostrou queda de 5,5%. No começo do mês, o IABr mudou a expectativa para o consumo aparente da liga no país em 2020, de queda de 14,4% para recuo de 4,7%, a cerca de 20 milhões de toneladas.

As exportações alcançaram 8,6 milhões de toneladas no ano até setembro, baixa de 9,9%. E as importações alcançaram 1,5 milhão de toneladas, diminuição de 22,9%.

(Por Aluísio Alves)