Produção de algodão em pluma cairá 23,1%, diz Conab

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que a produção de algodão em pluma na safra 2012/13 deve diminuir 23,1%, passando de 1,877 milhão de toneladas em 2011/12 para 1,443 milhão de toneladas na safra atual. A redução da produção é atribuída, entre outros fatores, à acentuada retração dos preços, em particular no período que antecedeu o plantio, às estimativas de custos de produção elevados, e aos melhores preços de mercado das commodities concorrentes (milho e soja).

Segundo a Conab, "a nova configuração do quadro de suprimento para o ano de 2013 vai ficando cada vez mais ajustada". A oferta total do produto (estoque inicial + produção + importação) é de 1,968 milhão de toneladas, enquanto a demanda total (consumo interno + exportação) está projetada em 1,567 milhão de toneladas, resultando em um volume de estoque de passagem de aproximadamente 400 mil toneladas, ou seja, inferior em 17,4%, se comparado ao do ano anterior.

A Conab estima necessidade de importação de cerca de 40 mil toneladas de pluma, para complementar as necessidades de consumo da indústria têxtil (887 mil toneladas), sem comprometer a exportação (680 mil toneladas). A estatal pondera, no entanto, que "a internalização não é dada como certa, pois nas operações de venda para o mercado externo foi efetuado um bom volume de negócios de exportação na modalidade de contratos flex, cujo produto objeto da venda poderá seguir seu curso normal ou ser redirecionado para o mercado interno, se assim as partes envolvidas no negócio estiverem de acordo".

Ou seja, "a decisão da indústria em comprar o produto no mercado interno ou externo vai ser tomada com base nos indicadores de paridade de exportação e de importação vigentes, no momento oportuno", concluem os técnicos da Conab.

Carregando...