Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,20
    -1,47 (-2,35%)
     
  • OURO

    1.783,70
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    55.044,35
    -869,70 (-1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.262,39
    +27,98 (+2,27%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.878,92
    +19,05 (+0,28%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.760,75
    -33,50 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6694
    -0,0331 (-0,49%)
     

Procon-Sp quer que Caixa encontre ganhador da Mega da Virada

LAÍSSA BARROS
·3 minuto de leitura
*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 27-12-2019 - Mega Sena da Virada.   (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 27-12-2019 - Mega Sena da Virada. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon-SP informou que notificou, na última segunda-feira (29), a Caixa Economica Federal e pediu informações sobre o pagamento do prêmio da Mega da Virada, realizada em 31 de dezembro do ano passado. De acordo com a Caixa, caso o vencedor não retire o prêmio até hoje (31), ele poderá perdê-lo. O órgão aguarda uma resposta do banco ainda nessa quarta-feira (31).

Procon-SP quer que a Caixa identifique o consumidor, que está cadastrado no sistema e fez o jogo pelo site das Loterias da Caixa e faça o pagamento do prêmio devido.

"Ressalta-se que a aposta efetuada através de meio eletrônico demanda a realização de cadastro e a indicação de cartão de crédito como meio de pagamento", diz nota enviada pelo Procon-SP ao Agora.

"Se é possível a identificação do apostador, a Caixa não pode comodamente aguardar o decurso do prazo e se apropriar do dinheiro. Caso o apostador esteja morto, o prêmio pertence aos seus herdeiros. E se a aposta foi feita por meio eletrônico, é dever da instituição financeira informar se não é possível identificar o seu autor", afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

O Procon-SP pede ainda que a Caixa altere seu sistema para que, no caso das apostas premiadas que forem realizadas pela internet, o pagamento seja efetuado no canal indicado pelos consumidores.

Procurado pelo Agora, a Caixa não respondeu até a conclusão deste texto se recebeu a notificação do Procon-SP e qual o motivo de não procurar o vencedor da Mega da Virada.

ENTENDA O CASO

Segundo o banco, um dos vencedores da Mega da Virada 2020 ainda não se apresentadou a Caixa para buscar os R$ 162,6 milhões que ganhou no sorteio com o maior prêmio da história das Loterias.

O sortudo ou sortuda, que é da capital paulista e fez a aposta pela internet, tem até essa quarta-feira (31) para pegar a grana ou perderá tudo, já que, segundo as regras do concurso, os vencedores têm até 90 dias após a realização do sorteio para buscar o dinheiro ou ficam sem a bolada. Segundo a Caixa, trata-se do maior prêmio ainda não retirado até hoje.

No último concurso da Mega da Virada, em 31 de dezembro de 2020, duas apostas acertaram as seis dezenas e dividiram o prêmio de 325,2 milhões. Além do vencedor de SP, o outro sortudo, de Aracaju (SE), já buscou a bolada a que tem direito.

O que acontece com os prêmios não retirados? Os valores dos prêmios de todos os concursos das Loterias (Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal) não resgatados pelos ganhadores após 90 dias do sorteio são integralmente repassados ao Fies (Fundo de Financiamento ao Ensino Superior), que financia a educação. E esse será o destino do prêmio da Mega da Virada 2020 se ele não for sacado até o próximo dia 31.

De acordo com a Caixa, vencedores que deixam o prêmio para trás são comuns. Com isso, em 2020 foram repassados ao Fies R$ 311,9 milhões, considerando todas as modalidades e faixas de premiação cujo dinheiro não foi retirado no prazo legal. Já em 2017, o valor do repasse foi bem maior, R$ 326 milhões.

Na maioria das vezes, esse montante decorre da soma de prêmios de pequeno valor que não são reclamados pelos ganhadores.