Mercado fechará em 1 h 16 min
  • BOVESPA

    106.921,71
    -2.019,97 (-1,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.792,44
    -1.806,94 (-3,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,53
    -2,61 (-3,07%)
     
  • OURO

    1.836,90
    +5,10 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    34.904,57
    -466,15 (-1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    789,98
    -20,62 (-2,54%)
     
  • S&P500

    4.251,33
    -146,61 (-3,33%)
     
  • DOW JONES

    33.331,58
    -933,79 (-2,73%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    13.802,00
    -624,50 (-4,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2443
    +0,0543 (+0,88%)
     

Procon-SP notifica Itapemirim e multa pode chegar a R$ 11 milhões

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 14.12.2021 - Movimentação de passageiros pelo aeroporto internacional de Guarulhos, na Grande SP. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 14.12.2021 - Movimentação de passageiros pelo aeroporto internacional de Guarulhos, na Grande SP. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon de São Paulo notificou nesta segunda-feira (20) a ITA Transportes Aéreos, do Grupo Itapemirim, pela suspensão dos voos da companhia na última sexta (17). A multa pode chegar a R$ 11 milhões.

A entidade diz ainda que pretende mover uma ação civil pública coletiva por danos morais e materiais contra a empresa.

Procurada para comentar, a Itapemirim não respondeu até a publicação desta reportagem. ​

O serviço de defesa do consumidor exige a realocação dos passageiros em outros voos ou o reembolso imediato de todos consumidores que não conseguirem ser realocados no prazo máximo de cinco dias, segundo Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP. A lei vigente durante a pandemia prevê reembolso em até 12 meses.

"Entendemos que há casos e casos de cancelamentos de voos, alguns por motivo de força maior. Nesse caso, é intrigante como a empresa é aberta e imediatamente fecha suas portas para a operação. Por que foi autorizado seu funcionamento? E por que ela cancelou sem dar nenhuma satisfação aos consumidores?", questiona Capez.

O cancelamento de toda a operação da empresa atingiu mais de 40 mil consumidores e a ação coletiva por danos morais e materiais poderá ser proposta contra a empresa ou diretamente contra os sócios da companhia, caso ela não apresente saúde financeira, segundo o diretor.

"O Procon estará acompanhando nas próximas semanas juntamente à Procuradoria Geral do Estado objetivando atender aos consumidores e reparar o mais rápido possível o grave dano que eles sofreram em razão deste cancelamento", afirma Capez.

A multa de até R$ 11 milhões está prevista no Código de Defesa do Consumidor, segundo o Procon. Na notificação, a empresa também foi questionada pelos motivos para adoção da suspensão temporária dos voos, o prazo para restabelecimento das atividades e o número de passageiros afetados. O prazo para resposta é de 24 horas.

O órgão recomenda que os consumidores afetados registrem reclamação no site do Procon-SP e guardem recibos e notas fiscais do bilhete aéreo e todos prejuízos registrados em decorrência do cancelamento.

A Itapemirim, que começou a operar em junho deste ano, convivia com atrasos de salários e benefícios de funcionários, suspensão do plano de saúde dos trabalhadores, dívidas com fornecedores, descumprimento de horários, cancelamentos de voos, atendimento criticado por clientes e envio de dados errados sobre número de passageiros para a ​Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

No sábado (18), a empresa informou que prioriza a reacomodação em voos de outras companhias dos passageiros que precisam retornar para casa. "Os demais passageiros com viagens de ida e volta, que se encontram em sua cidade de domicílio, serão atendidos prioritariamente com reembolso total dos valores pagos", afirmou, em nota.

A companhia orienta os passageiros a entrar em contato pelo email falecomaita@voeita.com.br ou diretamente com sua agência de viagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos