Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,20
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.799,40
    -2,40 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    35.724,21
    +1.495,66 (+4,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    861,36
    +67,62 (+8,52%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    28.008,38
    +460,38 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    15.108,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1212
    -0,0004 (-0,01%)
     

Procon-SP lança central de negociações para superendividados

·1 minuto de leitura
Close-up view of man and woman making account of family income. Writing down and calculating expenses. Attentive review of finance. Calculator on desk. Economy concept
Serviço vai começar a ser disponibilizado em agosto no site do Procon-SP (Getty Images)
  • Procon-SP anuncia o lançamento de uma central de negociações para superendividados

  • Serviço vai começar a ser prestado em agosto

  • Consumidor poderá ter ajuda da Defensoria Pública

O Procon-SP anunciou nesta quinta-feira (8) que disponibilizará a partir de agostos uma central de negociações para ajudar consumidores superendividados. Isso vem depois de a Lei 14.181/21, que estabelece regras para prevenir e tratar o superendividamento, ter entrado em vigor.

Leia também:

Como vai funcionar

Por meio de um formulário no site do órgão, o consumidor deverá se assumir como alguém que não pode pagar as dívidas sem colocar em risco sua subsistência e indicar o valor total devido e quem são seus credores. O superendividado terá também que dar uma sugestão para pagamento da dívida no prazo de cinco anos.

Os credores serão convocados e, caso concordem com a proposta, um plano de renegociação será aprovado. Entretanto, se isso não acontecer, a documentação será encaminhada para a Defensoria Pública, pode entrar na Justiça para pedir que o plano de renegociação seja aceito.

Para Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP, “essa central facilitará muito e dará acesso imediato aos superendividados para usufruir os direitos garantidos pela nova lei”. “O consumidor ganhará em agilidade e desburocratização e não terá necessidade de contratar um advogado para renegociar aquela dívida que já não podia pagar sem correr riscos com relação a sua própria subsistência.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos