Mercado fechará em 2 h 17 min

Procon pede a empresas aéreas informações sobre impactos de bloqueios golpistas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon-SP afirma ter notificado companhias aéreas nacionais e internacionais que operam no Brasil para apurar e informar quais são os impactos nos aeroportos e em voos causados pelos bloqueios antidemocráticos de bolsonaristas nas estradas brasileiras.

No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na região metropolitana, 25 voos foram cancelados entre segunda (31) e terça (1º) por causa de protestos na rodovia Hélio Smidt.

O Procon pediu às empresas o número de voos que foram foram cancelados ou sofreram atrasos em decorrência do problema e qual política está sendo adotada pelas companhias neste momento. A notificação foi enviada a Azul, Gol , Latam, Alitalia, Copa, Iberia, Air France e TAP.

O Procon afirma também ter questionado sobre como as informações estão sendo dadas aos consumidores e de que forma o dever de assistência material está sendo cumprido pelas empresas.

Os esclarecimentos deverão ser enviados até 17h de quinta-feira (3).