Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,54
    +0,93 (+1,07%)
     
  • OURO

    1.796,10
    +3,00 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    36.874,70
    +183,57 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,93
    -5,57 (-0,68%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.807,00
    -482,90 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.170,30
    -841,03 (-3,11%)
     
  • NASDAQ

    14.172,25
    +185,50 (+1,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0240
    -0,0824 (-1,35%)
     

Procon multa Banco Pan em R$ 11 milhões

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon-SP multou o Banco Pan em quase R$ 11,3 milhões. Segundo o órgão de defesa do consumidor, a empresa não apresentou dentro do prazo as informações solicitadas sobre supostos empréstimos concedidos sem autorização dos clientes.

O Procon afirma que recebeu reclamações de consumidores, incluindo pensionistas, aposentados e idosos. O banco foi notificado pelo órgão, mas não enviou esclarecimentos e documentos no período estabelecido, o que configura infração ao Código de Defesa do Consumidor, diz Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP.

Capez afirma que a prática é abusiva, principalmente quando ocorre com públicos vulneráveis.

"Nós entendemos que um depósito na conta de uma pessoa que não pediu, a título de empréstimo não solicitado, deveria ser considerado amostra grátis, uma publicidade dos serviços financeiros da instituição. Como amostra grátis, o valor não precisaria ser devolvido, e os juros caracterizariam cobrança indevida", diz Capez.

O Banco Pan pode recorrer apresentando a autorização expressa de cada um dos clientes e a comprovação de que eles tinham conhecimento do que estavam autorizando.

Procurado pelo Painel S.A., o Banco Pan diz que não recebeu notificação oficial do Procon-SP e, desde que tomou conhecimento, está apurando. "O Pan reforça sua posição de respeito junto aos clientes e está à disposição em todos os seus canais de atendimento", diz a empresa, em nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos