Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    44.746,00
    -2.618,44 (-5,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Procon e Samsung fazem acordo para que carregador da linha S21 seja grátis

Rui Maciel
·3 minuto de leitura

Com a chegada ao Brasil anunciada nesta terça-feira (09), a linha Galaxy S21 aporta nas lojas do país com o já conhecido preço salgado e com o "plus" de não trazer o carregador na caixa, a exemplo da Apple e do seu iPhone 12. No entanto, um acordo entre a Fundação Procon-SP e a Samsung permitirá que o consumidor tenha direito ao acessório gratuitamente, na compra de um aparelho da linha, se assim ele desejar.

A fabricante e a entidade de defesa do consumidor assinaram um Termo de Compromisso Voluntário para que o carregador seja disponibilizado sem custos. Isso ocorrerá quando o cliente adquirir um dos modelos da linha Galaxy S21 e solicitar o acessório, durante o período de pré-venda dos aparelhos.

De acordo com o Termo, os consumidores que comprarem um dos modelos da linha S21 entre os dias 09/2 e 07/3 (correspondente ao período da pré-venda), poderão solicitar o carregador pelo site "Samsung Para Você". O acessório será entregue pela empresa em até 30 dias corridos, a contar do registro da solicitação.

Segundo o diretor-executivo do Procon-SP, Fernando Capez, trata-se de um acordo histórico com a Samsung, válido somente para o Brasil, que sai na frente do mundo inteiro e que em março deverá ser transformado em acordo definitivo, já que não existe uma justificativa de caráter ambiental para esse tipo de procedimento.

"É uma promoção puramente de caráter econômico. Se existe a preocupação ambiental o Procon-SP irá exigir a adoção de políticas de logística reversa a todos os fabricantes de eletrodomésticos e também montadoras de automóveis e celulares, essa será a próxima etapa”.

O acerto entre as partes vale apenas para o Brasil. Em outros países a empresa manterá a forma de comercialização sem o fornecimento do acessório.

O Canaltech entrou em contato com a Samsung para saber se o fornecimento gratuito do carregador será feito apenas no período de pré-venda ou se o procedimento será ampliado. Em nota, a companhia afirmou:

“Estamos estudando os cenários e analisaremos os dados durante o período de pré-venda para decidir o que faremos no futuro. Importante ressaltar que cada vez mais usuários Galaxy estão reutilizando acessórios que já possuem. Desde 2017, usamos uma porta de carregamento padronizada (tipo USB-C), tornando os carregadores mais antigos compatíveis com nossos dispositivos Galaxy mais recentes.”

Procon-SP vs. Apple

Se o Procon conseguiu um acordo com a Samsung, o mesmo não se pode dizer em relação a Apple, cuja linha iPhone 12 também não traz o carregador na caixa, cobrando pelo item separadamente. A fundação já notificou a fabricante sobre a remoção do componente e, em dezembro do ano passado, anunciou que exigirá da empresa o fornecimento do acessório gratuitamente aos clientes. Além disso, a determinação vale para todos os modelos da marca, não se restringindo ao iPhone 12.

Em resposta, a Apple informou que como já existem muitos desses dispositivos no mundo, em geral, os novos não são utilizados e que a decisão teve como objetivo ajudar a reduzir a emissão de carbono e lixo eletrônico. No entanto, o Procon-SP afirma que a Maçã não demonstrou em seu posicionamento que o uso de acessórios antigos não possa comprometer o processo de carregamento e segurança do procedimento. Tampouco ela afirmou que o uso de carregadores de terceiros não será usado como recusa para eventual reparo do produto durante a garantia legal ou contratual.

A fundação diz ainda que, apesar de informar que, ao retirar os carregadores da caixa, promoveria redução da emissão de carbono, de mineração e uso de materiais preciosos, a Apple não demonstrou esse ganho ambiental.

Capez informou ainda aguardar que a Apple também assuma o compromisso do fornecimento gratuito do item ao consumidor da mesma forma que a Samsung o fez,

“O Procon está analisando e entende que se trata de venda casada, obrigar o consumidor a adquirir o aparelho e depois o carregador, não tem justificativa e a questão ambiental é uma simples desculpa”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: