Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,91
    +0,93 (+1,26%)
     
  • OURO

    1.753,40
    +1,70 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    43.758,97
    +1.343,61 (+3,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,48
    -9,58 (-0,87%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.265,15
    +16,34 (+0,05%)
     
  • NASDAQ

    15.368,75
    +50,00 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2555
    -0,0001 (-0,00%)
     

Processo contra Ryan Lochte por denúncia falsa de assalto durante Olimpíada do Rio é arquivado

·1 minuto de leitura


O processo contra o atleta Ryan Lochte por uma falsa denúncia de assalto feita durante a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, prescreveu e foi arquivado neste mês. O nadador admitiu que a acusação de furto era mentira mas ele não pagou multa ou foi preso, punições previstas pelo crime. A Polícia Civil indiciou o norte-americano mas o caso não andou no judiciário.

> Confira a tabela do futebol na Olimpíada de Tóquio e simule os resultados!

Durante os Jogos de 2016, o nadador denunciou que ele e o atleta James Feigen foram assaltados quando estavam voltando de taxi para a Vila Olímpica após uma festa na Lagoa Rodrigo de Freitas. Os dois nadadores ainda estavam acompanhados de mais dois atletas olímpicos.

A Delegacia de Atendimento ao Turista (DEAT) investigou o caso e concluíram que não houve roubo. Além dos depoimentos diferentes, um vídeo surgiu com os atletas em um posto de gasolina que chegou a virar atração turística no Rio de Janeiro.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

Em 2018, a juíza Maria Tereza Donatti deu a última decisão sobre o caso, afirmando que o nadador "provocou a ação de autoridade policial, noticiando publicamente a ocorrência de crime que sabia não ter ocorrido, qual seja, o roubo supostamente praticado contra o próprio denunciado e demais colegas da delegação americana de natação". Desde então, não houve andamento no processo.

Diferentemente da denúncia original, os atletas chegaram bêbados ao posto de gasolina e vandalizaram um banheiro no local, onde ficaram contidos por seguranças que pediram para que os nadadores pagarem os prejuízos. Ryan Lochte admitiu ter mentido sobre a denúncia e se desculpou sobre o ocorrido, mas não pagou pelo crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos