Mercado fechará em 2 h 22 min
  • BOVESPA

    127.749,22
    -308,00 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.223,60
    +20,80 (+0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.770,10
    -4,70 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    36.344,55
    -1.486,16 (-3,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    897,96
    -41,98 (-4,47%)
     
  • S&P500

    4.184,24
    -37,62 (-0,89%)
     
  • DOW JONES

    33.410,96
    -412,49 (-1,22%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0112
    +0,0487 (+0,82%)
     

Processo acusa a PlayStation Store de monopólio e de aumentar preços em até 175%

·2 minuto de leitura

Uma ação coletiva aberta contra a Sony Interactive Entertainment acusa a empresa de ter transformado a PlayStation Store em um monopólio ilegal. Segundo o processo, a loja digital, que é a única permitida no console, restringe as opções dos consumidores e os obriga a lidar com preços que podem ser até 175% maiores do que os encontrados em revendedores físicos que vendem os mesmos títulos.

Como argumento, a ação afirma que a Sony impediu em 2019 que lojistas como Amazon, Best Buy e Wallmart comercializassem diretamente códigos de download de jogos na PlayStation Store. Na ocasião, a companhia afirmou que a decisão foi feita para “alinhar globalmente negócios-chave” e que continuaria a vender cartões que geram créditos dentro de seu sistema.

Imagem: Captura de Tela/Canaltech
Imagem: Captura de Tela/Canaltech

“O monopólio da Sony permite que ela cobre preços supracompetitivos para jogos digitais de PlayStation, que são significativamente maiores do que suas contrapartes físicas vendidas em um mercado de varejo competitivo, e significativamente maiores do que eles seriam em um mercado de varejo para games digitais”, argumenta o processo.

Caso a Sony Interactive Entertainment perca o processo, ela pode ser obrigada a abrir seu ambiente virtual para outros lojistas — algo que, em teoria, pode resultar em queda de preços. Da mesma forma, uma derrota pode abrir precedentes que afetam a Microsoft e a Nintendo, cujas lojas virtuais operam de forma semelhante à PlayStation Network.

As acusações contra a empresa surgem em um momento no qual o Steam também é alvo de um processo que o acusa ser um monopólio dentro do mercado de PCs. Recentemente, a Sony chamou atenção por ter anunciado que removeria jogos do PlayStation 3 e do PlayStation Vita de sua loja digital, decisão que foi revertida pouco tempo depois pelo CEO Jim Ryan.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos