Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,23
    -1,03 (-1,45%)
     
  • OURO

    1.809,30
    -8,80 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    38.327,68
    -836,24 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,35
    -15,09 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.035,00
    +82,25 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1653
    +0,0212 (+0,35%)
     

Processadora de carne alemã Tönnies na mira da JBS: Fontes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Tönnies Holding está na mira da rival JBS e de um investidor asiático em uma venda que poderia avaliar a maior processadora de carne da Alemanha em até 4 bilhões de euros (US$ 4,7 bilhões), segundo pessoas a par do assunto.

A família proprietária da empresa está em negociações preliminares com ambas as partes e pode decidir sobre os próximos passos nos próximos meses, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. Não há certeza de que as conversas levarão a um acordo, e os proprietários ainda podem optar por manter o negócio, segundo as fontes.

Um representante da Tönnies não quis comentar, enquanto um porta-voz da JBS não estava disponível de imediato para comentários.

A JBS é a maior produtora mundial de carnes e se expandiu neste ano por meio de aquisições no Reino Unido e na Austrália. A JBS também aumentou as ofertas de alimentos à base de plantas com a compra da empresa holandesa Vivera.

Os proprietários da Tönnies começaram a explorar a venda da empresa fundada há quase 50 anos no início do ano, menos de 12 meses depois de um grande surto de coronavírus em uma de suas processadoras de carne. A empresa contatou um grupo restrito de rivais do setor, como JBS, Tyson Foods, WH Group, empresa chinesa que comprou a Smithfield Foods em 2013, bem como outros players asiáticos, disseram as pessoas.

Clemens Tönnies, que comanda o grupo alemão, é muitas vezes descrito como um bilionário ousado. O empresário foi alvo de críticas quando um de seus frigoríficos foi fechado depois que mais de 1,5 mil trabalhadores testaram positivo para a Covid-19.

Os ativos da família têm origem na industrialização da produção de carne na Alemanha. Clemens Tönnies, que controla cerca de 45% da empresa, e seu sobrinho Robert, que detém 50%, provavelmente venderiam suas participações em um potencial acordo, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

A Tönnies tem cerca de 16,5 mil funcionários e gerou cerca de 7,3 bilhões de euros de receita em 2019, segundo o site da empresa. A Tönnies administra abatedouros de suínos e bovinos e também fabrica salsichas da marca Böklunder.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos