Mercado fechará em 4 h 16 min
  • BOVESPA

    100.826,69
    +2.154,43 (+2,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.008,12
    +266,62 (+0,56%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,36
    +1,74 (+1,62%)
     
  • OURO

    1.823,20
    -7,10 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    20.781,41
    -521,64 (-2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,63
    -9,17 (-1,98%)
     
  • S&P500

    3.923,46
    +11,72 (+0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.567,68
    +67,00 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.273,55
    +64,74 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.114,00
    -26,50 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5209
    -0,0315 (-0,57%)
     

Problemas de suprimento podem melhorar a partir de meados de 2023, diz presidente da Airbus

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BERLIM (Reuters) - O presidente-executivo da Airbus, Guillaume Faury, espera que os gargalos da cadeia de suprimento diminuam a partir da metade de 2023, uma vez que crises semelhantes geralmente duraram de 12 a 18 meses no passado, disse ele durante evento nesta quinta-feira.

O executivo, porém, alertou que ninguém pode fazer tais projeções com certeza.

Na véspera, o presidente-executivo da Boeing, principal rival da Airbus, afirmou que espera a manutenção dos problemas até o final de 2023, já que o grupo tem uma cadeia de suprimentos grande e complicada.

(Por Christina Amann; redação de Zuzanna Szymanska)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos