Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.665,65
    -689,24 (-1,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Problema quente: Estudo levanta dúvida sobre dados de satélites sobre aquecimento global

·1 minuto de leitura
Problema quente: Estudo levanta dúvida sobre dados de satélites sobre aquecimento global
Problema quente: Estudo levanta dúvida sobre dados de satélites sobre aquecimento global

Satélites usados para rastreamento do meio ambiente global podem ter subestimado o cenário das mudanças climáticas ao longo dos anos. Um novo estudo aponta que os dados de satélites em que os cientistas se baseiam não respeitam as leis da física para criar modelos climáticos.

De acordo com a pesquisa, na natureza existe uma ligação claramente definida entre temperatura e umidade do ar, mas essa relação não é refletida nos dados. Sendo assim, agora os cientistas precisam entender se os satélites superestimam essa umidade ou se eles subestimaram significativamente o quanto o planeta tem aquecido ao longo do tempo.

Agora, os pesquisadores vão trabalhar para descobrir quais são os dados mais precisos e, como resultado disso, quais medições de satélite foram imprecisas.

Por enquanto, não existe uma garantia de que os satélites definitivamente subestimaram o aumento da temperatura global, mas essa é uma possibilidade bastante alarmante e que deve ser levada em consideração.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos