Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.878,72
    +1.326,11 (+3,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Problema na produção de carros torna venda de usados histórica

·3 min de leitura
Venda de carros usados cresceu 17,8%, e em 2021 e preço ficou maior do que o dos veículos novos (Getty Images)
Venda de carros usados cresceu 17,8%, e em 2021 e preço ficou maior do que o dos veículos novos (Getty Images)
  • Baixa produção de veículos novos contribuiu para aumento de vendas de usados

  • Outros fatores também influenciaram para esse crescimento, segundo Fenauto

  • Produção e venda de carros novos deve ser normalizada a partir do segundo semestre

Se você ficou assustado com o aumento de preço dos carros usados, no Brasil, ao longo dos últimos dois anos, isso tem explicação. De acordo com a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), a falta de chips para a produção de novos veículos, que causou a diminuição de ao menos 300 mil novos automóveis zero quilômetro em 2021, foi um dos motivos. Afinal, isso impulsionou a venda de usados e seminovos, que cresceu 17,8% no ano passado, ultrapassando a marca de 15 milhões de unidades comercializadas.

Leia também:

Maior crescimento da história

Normalmente, o setor de usados e seminovos costuma registrar um crescimento médio de 3% a 4% por ano. Com isso, esse aumento de quase 18% se tornou o maior de toda a história no país. Somente no mês de dezembro foram vendidos mais de 1 milhão de veículos seminovos e usados. No entanto, isso também trouxe efeitos "negativos", como o impacto nos preços - fazendo com que a alta superasse a dos veículos novos, deixando-o mais caros - e também o aumento do IPVA - deve subir em torno de 23%, segundo especialistas.

Outros fatores influenciaram

De acordo com as informações disponibilizadas pela Fenauto, outros fatores - além da baixa produção de novos veículos - impulsionaram as vendas de usados e seminovos. Dentre elas, a necessidade de levantar dinheiro para pagar dívidas, vendendo seu carro e comprando um de menor valor para "sobrar dinheiro"; uma maior oferta de crédito para financiamentos, o que facilita a compra dos mesmos; além do medo de usar o transporte público, muito por conta da pandemia. Até por isso, a expectativa das montadoras de crescer 15% nas vendas de carro zero não se concretizou - ela chegou somente a 3% em 2021.

Melhora prevista para segundo semestre

A produção de carros zero deve se normalizar somente a partir do segundo semestre, segundo previsão da Fenauto. No entanto, alguns especialistas avaliam que a falta de chips - e outros componentes - deve se prolongar até 2023, muito por conta do desbalanceamento causado entre oferta e demanda. O que, obviamente, foi refletido nos preços dos seminovos e usados. O que, segundo eles, também deve mudar a partir do segundo semestre.

Reflexo nos preços

Para exemplificar, Antônio Jorge Martins, especialista do setor automotivo, do Instituto de Desenvolvimento Educacional da FGV, mostrou alguns números do último ano - quando havia fila de até seis meses para receber alguns modelos de carro zero. Um Fiat Strada zero, por exemplo, custava R$ 79 mil nas concessionárias. Mas um veículo da mesma marca, seminovo, era oferecido por até R$ 81,7 mil nos revendedores, com pronta entrega, segundo dados da KBB Brasil. "Com a retomada mais forte da produção de carros zero essa diferença sumiu. Não faz sentido um usado ser mais caro que o zero", disse ao Globo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos