Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.661,68
    -698,20 (-1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Problema gigante: Índia pede que WhatsApp volte atrás na política de privacidade

·1 minuto de leitura
Problema gigante: Índia pede que WhatsApp volte atrás na política de privacidade
Problema gigante: Índia pede que WhatsApp volte atrás na política de privacidade

A nova política de privacidade do WhatsApp anda gerando polêmicas em todo o mundo e, desta vez, o problema ocorreu na Ásia. O Ministério de Tecnologia da Índia enviou um pedido ao aplicativo de mensagens solicitando a desistência da nova política que prevê o compartilhamento de dados com o Facebook.

Programas de notícias levantaram a possibilidade do WhatsApp chegar a ser proibido no país. Segundo fontes ligadas ao governo indiano, as autoridades podem recorrer judicialmente contra a companhia, caso ela não cumpra a legislação local. É esperado que a pressão da Índia dê resultados, afinal, o país é o maior mercado do WhatsApp em todo mundo. O ministério deu um prazo para resposta até o dia 25 de maio.

A empresa divulgou um comunicado oficial dizendo que continua a trabalhar com o governo e reafirmando que a atualização não impacta a privacidade das mensagens dos usuários.

A gente acompanha essa briga e conta tudo para vocês!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos