Mercado fechará em 2 h 11 min
  • BOVESPA

    111.772,16
    +2.054,22 (+1,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.573,13
    +112,58 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,27
    -2,07 (-2,19%)
     
  • OURO

    1.815,10
    +7,90 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    24.026,34
    -367,82 (-1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,67
    -0,61 (-0,11%)
     
  • S&P500

    4.255,18
    +47,91 (+1,14%)
     
  • DOW JONES

    33.624,20
    +287,53 (+0,86%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.498,75
    +187,50 (+1,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2079
    -0,1158 (-2,18%)
     

PRIO inicia produção em poço no campo de Frade com 15 mil barris/dia

(Reuters) - A PRIO, antiga Petro Rio, anunciou nesta segunda-feira o início da produção do primeiro poço da Campanha de Revitalização do campo de Frade (ODP4), na Bacia de Campos, com produção inicial de 15 mil barris de óleo por dia.

A companhia afirmou em nota que o resultado é "bastante superior" às previsões iniciais e que dobra a capacidade do ativo, levando a média da produção diária da PRIO para 48.500 barris de óleo, um aumento de 45%.

Segundo a empresa, o projeto foi executado em 68 dias e, como o prazo foi inferior ao inicialmente projetado, houve uma redução de custo de 30% do valor orçado para a construção e conexão subsea.

Em função disso, a companhia decidiu antecipar a perfuração de um segundo poço produtor, que estava prevista para a segunda fase da Campanha de Revitalização de Frade, o MUP3A.

"Este novo poço, embora tenha uma perspectiva de produção inferior aos demais (cerca de 3.500 barris de óleo por dia), também terá um Capex bastante inferior ao do poço ODP4, dado que utilizará a estrutura subsea e parte do poço MUP3 (atualmente sem produção)", disse a empresa, em nota.

Frade está localizado a 121 km da costa do Rio de Janeiro. A PRIO é a operadora do campo desde 2019, quando adquiriu o ativo que era operado pela Chevron (51,7%), Petrobras (30%) e a Frade Japão Petróleo (18,3%) como parceiros.

(Reportagem de Rafaella Barros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos