Mercado fechado

PRIO espera assumir operação de Albacora Leste nos próximos 2 meses, diz diretor

(Reuters) - A petroleira PRIO espera assumir a operação de Albacora Leste, na Bacia de Campos, nos próximos dois meses, disse o COO da petroleira, Francilmar Fernandes, em teleconferência com acionistas nesta terça-feira para comentar os resultados do terceiro trimestre.

O campo foi adquirido da Petrobras em abril deste ano, pelo valor de 2,2 bilhões de dólares. A operação já foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e aguarda apenas liberação pela reguladora ANP e pelo Ibama.

Fernandes disse que mais de 40 pessoas funcionários já estão embarcados no navio de Albacora Leste, fazendo o planejamento das ações.

"A gente acredita que ao longo dos próximos dois meses já vamos assumir a operação do campo. E ao longo de 2023 vamos investir muito em melhoria operacional do campo. Esse é o objetivo principal", disse o executivo.

O CEO da companhia, Roberto Monteiro, disse que o processo de transição, da Petrobras para a PRIO, está "muito avançado".

"Estamos esperando, obviamente, a aprovação pela ANP e pelo Ibama. Mas do ponto de vista operacional, estamos 100% prontos para assumir a operação", disse Monteiro.

Segundo o executivo, o menor patamar histórico de lifting cost (custo de extração de óleo) alcançado pela petroleira no terceiro trimestre -- de 9,5 dólares por barril -- apresenta, hoje, uma tendência de ser até melhor no quarto trimestre do ano, mas sem contar com a incorporação de Albacora Leste, cujo custo de produção é maior.

"Se nós incorporarmos Albacora Leste antes do final do ano, provavelmente o lifting cost será maior. A gente estima que Albacora, sozinha, entre com um lifting de 12 dólares/barril".

Monteiro falou, ainda, sobre a incorporação da Dommo Energia, que, segundo ele, estaria dependendo apenas da solução de algumas "pendências legais".

"A gente estima que a incorporação possa acontecer ainda este ano ou muito no começo do ano de 2023", disse o CEO.

(Por Rafaella Barros)