Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,82
    +2,33 (+2,93%)
     
  • OURO

    1.671,80
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    19.208,60
    -105,70 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,93 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,89 (-1,84%)
     
  • NASDAQ

    11.006,25
    -29,25 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3040
    +0,0060 (+0,11%)
     

PRIO assina memorando com Prisma Capital para incorporação da Dommo Energia

SÃO PAULO (Reuters) - A PRIO assinou nesta quinta-feira um memorando de entendimento (MOU) com a Prisma Capital referente à potencial combinação de negócios da Dommo Energia à petrolífera, informaram as companhias em comunicados.

A transação será implementada por meio da incorporação da totalidade das ações da Dommo por sociedade controlada direta ou indiretamente pela PRIO.

A gestora Prisma Capital é controladora da Dommo.

Segundo a Dommo, deverá haver entrega a seus acionistas de papéis preferenciais obrigatoriamente resgatáveis em ações de emissão da PRIO (ações PNA), de forma que a companhia de energia se tornará uma subsidiária integral da empresa incorporadora.

Como alternativa, os acionistas da Dommo poderão optar por receber ações preferenciais obrigatoriamente resgatáveis em dinheiro (ações PNB).

A PRIO acrescentou em comunicado que os acionistas da Dommo poderão resgatar 0,05 ação ordinária PRIO3 na data da implementação da transação ou 1,85 real a ser pago em até 90 dias após a operação por cada papel da Dommo que detiverem.

O memorando também determina que, pelo prazo de seis meses contados de sua assinatura, a Prisma se compromete a negociar com a PRIO com exclusividade para a realização da transação.

A conclusão do negócio está sujeita a condições precedentes, como aprovação em assembleia de acionistas da Dommo que ainda será convocada e aval do órgão antitruste Cade.

Atualmente, a Dommo tem direito a 5% da receita (deduzida de royalties) do cluster de Polvo e Tubarão Martelo, localizado na Bacia de Campos. O cluster é operado pela PRIO, com produção de cerca de 17,5 mil barris de óleo por dia e ainda passará por mais uma campanha de revitalização futura.

(Reportagem de Nayara Figueiredo; edição de André Romani)