Mercado fechará em 5 h 2 min
  • BOVESPA

    107.770,13
    -166,98 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,71
    +0,40 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.842,90
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    36.390,82
    +2.878,52 (+8,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    828,36
    +17,76 (+2,19%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.362,07
    +64,92 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.191,00
    -310,00 (-2,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2032
    -0,0255 (-0,41%)
     

Principal partido de direita francês escolhe pela primeira vez uma mulher como candidata para eleições presidenciais

·1 min de leitura

O principal partido de direita francês, o Republicanos (LR), elegeu neste sábado (4) Valérie Pécresse como candidata para as eleições presidenciais de abril de 2022. Com a escolha, a França tem, pela primeira vez na história, mulheres representado os três maiores partidos do país na disputa pela vaga no Palácio do Eliseu.

A representante da ala social-liberal do partido, obteve 60,95% dos votos no segundo turno das primárias republicanas, realizadas de maneira virtual, contra 39,05% de seu rival, o conservador Eric Ciotti, e se tornou a primeira mulher a defender a direita em uma eleição presidencial na França.

“Obrigada pela audácia”, declarou Pécresse em discurso, após a divulgação dos resultados. “A direita republicana está de volta”, disse chamando os militantes a apoiar sua candidatura.

“Pela primeira vez em sua história, o partido do general De Gaulle, de Georges Pompidou, de Jacques Chirac, de Nicolas Sarkozy, nossa família política, vai ter uma candidata à eleição presidencial. E eu vou me mostrar à altura, eu vou dar tudo para fazer com que nossas convicções triunfem”, disse a atual presidente da região Île de France, que engloba Paris, e ex-ministra do Ensino Superior e do Planejamento de Nicolas Sarkozy (2007 – 2012).

Aos 54 anos, Pécresse segue uma linha liberal no plano econômico que agrada seu grupo político, mas se posiciona de maneira dura sobre questões ligadas à imigração e tem como proposta instaurar um sistema de quotas para vistos.

Presença feminina


Leia mais

Leia também:
França: ex-premiê Edouard Philippe lança partido e promete apoio a Macron
Ameaçada por rival na extrema direita, Marine Le Pen encontra líderes nacionalistas europeus
Candidata socialista às eleições francesas, Anne Hidalgo custa a ter apoio da própria esquerda

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos