Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.829,73
    -891,85 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.335,51
    -713,54 (-1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,51
    +0,37 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.884,30
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    23.273,98
    +505,01 (+2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,56
    +8,61 (+1,64%)
     
  • S&P500

    4.164,00
    +52,92 (+1,29%)
     
  • DOW JONES

    34.156,69
    +265,67 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.864,71
    +28,00 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    21.298,70
    +76,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    27.685,47
    -8,18 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.758,25
    -18,50 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5766
    +0,0573 (+1,04%)
     

Principal painel econômico do Japão debate possível abandono da política econômica do ex-premiê Abe

Bandeira do Japão na sede do banco central do país em Tóquio

Por Tetsushi Kajimoto e Yoshifumi Takemoto

TÓQUIO (Reuters) - O principal painel de política econômica do governo japonês realizou nesta segunda-feira sua primeira rodada de sessões especiais que discutirão a direção de médio a longo prazo das políticas fiscais e monetárias, incluindo o debate de vantagens e desvantagens da política iniciada pelo ex-primeiro ministro Shinzo Abe.

O Japão seguiu uma política reflacionária liderada pelo estímulo monetário sob o comando de Abe, que ajudou a tirar a terceira economia do mundo de 15 anos de deflação.

Os mercados financeiros estão, no entanto, agora mais focados em se e quando o banco central retirará os estímulos monetários, dados os aumentos acentuados da inflação.

"Há uma tendência econômica global de mudança em direção a uma nova política, como visto nos apelos de (a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet) Yellen por uma política econômica moderna, o que marcaria um afastamento da economia convencional do lado da oferta", disse o ministro da Economia, Shigeyuki Goto, a repórteres após as sessões especiais.

Mais sessões ainda serão realizadas para refletir os debates sobre o plano anual de política econômica do governo, previsto para junho.

Goto disse que comparecerá à reunião de Davos nesta semana para reafirmar a posição do Japão de priorizar a recuperação econômica no curto prazo antes de controlar a reforma fiscal de médio a longo prazo.

Oito economistas, incluindo um especialista em tendências de inflação do país, foram convidados para a sessão.

As sessões não pretendem discutir a estratégia de saída do Banco do Japão, nem esboçar novos objetivos para revisar um comunicado escrito em 2013 pelo governo e pelo banco central, disseram autoridades do Escritório do Gabinete.

A sessão desta segunda-feira ocorreu apenas um dia antes de o banco central japonês iniciar sua primeira revisão dos juros de 2023.

Os mercados financeiros apostam que um iene fraco, preços ao consumidor em alta e mais pressão política do governo forçarão o banco central a finalmente abandonar sua política monetária ultrafrouxa ao final do mandato de 10 anos do presidente Haruhiko Kuroda, em abril.

(Reportagem de Tetsushi Kajimoto e Yoshifumi Takemoto; Reportagem adicional de Kantaro Komiya)