Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,20
    +0,29 (+0,41%)
     
  • OURO

    1.867,20
    -12,40 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    38.930,46
    +3.318,75 (+9,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    975,21
    +33,39 (+3,55%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.081,13
    +132,40 (+0,46%)
     
  • NASDAQ

    14.025,50
    +31,25 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1899
    -0,0027 (-0,04%)
     

Principal operador de dutos de combustíveis dos EUA para operações após ataque cibernético

·1 minuto de leitura

Por Stephanie Kelly e Christopher Bing

NOVA YORK (Reuters) - A Colonial Pipeline, principal operadora de dutos de combustíveis dos EUA, fechou toda a sua rede após um ataque cibernético, disse a empresa em um comunicado na sexta-feira.

A rede da Colonial fornece combustíveis de refinarias dos EUA na Costa do Golfo para o populoso leste e sul dos Estados Unidos.

A empresa transporta 2,5 milhões de barris por dia de gasolina, diesel, combustível de aviação e outros produtos refinados por meio de 8.850 km de dutos e transporta 45% do suprimento de combustíveis da Costa Leste.

O software malicioso usado no ataque foi o ransomware, disseram duas fontes da indústria de segurança cibernética familiarizadas com o assunto.

Ransomware é um tipo de malware projetado para bloquear sistemas criptografando dados e exigindo pagamento para recuperar o acesso. A popularidade do malware cresceu nos últimos cinco anos e é mais frequentemente implantado por grupos cibercriminosos.

A empresa fechou sistemas para conter a ameaça depois de saber do ataque na sexta-feira, disse a Colonial em comunicado. Essa ação interrompeu temporariamente as operações e afetou alguns de seus sistemas de TI, disse a empresa.

A Colonial contratou uma empresa terceirizada de segurança cibernética para iniciar uma investigação e contatou as autoridades policiais e outras agências federais, disse.

A Colonial não deu mais detalhes nem por quanto tempo seus dutos ficarão fechados.