Primeira prisão privada do Brasil começa a funcionar nesta sexta-feira

Belo Horizonte, 18 jan (EFE).- A primeira prisão construída e administrada por um consórcio privado do Brasil, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Minas Gerais, entrou nesta sexta-feira em funcionamento com a chegada de um grupo de 75 presos.

Cercado de fortes medidas de segurança os presos chegaram no início da tarde na unidade I do complexo penitenciário construído por meio de uma parceria público-privada.

Segundo um comunicado do governo de Minas Gerais, a transferência dos presos continuará nas próximas semanas até completar a lotação atual da prisão. O complexo terá cinco unidades e 3.040 vagas para internos do sexo masculino em regime fechado e semiabierto.

A penitenciária custou R$ 280 milhões e se inspira na experiência de países como o Reino Unido. A licitação para a construção e gerência pelos próximos 25 anos do complexo, realizada em 2008, foi vencida pelo consórcio Gestores Prisionais Associados (GPA), integrado por cinco empresas. EFE

Carregando...