Primeira-ministra da Itália visita áreas atingidas por inundações

As fortes chuvas no nordeste da Itália causaram a morte de 14 pessoas
As fortes chuvas no nordeste da Itália causaram a morte de 14 pessoas

A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, calçou galochas neste domingo (21) e visitou lares inundados no nordeste da Itália, após retornar de forma antecipada da cúpula do G7 em Japão.

Meloni estendeu a mão aos moradores e voluntários e ouviu as histórias de pessoas que perderam tudo nas inundações que deixaram 14 mortos.

"Está fazendo um belo trabalho", disse Meloni a um morador de Ghibullo que estava entregando alimentos a uma pessoa que ficou desalojada, de acordo com um vídeo exibido pelo canal italiano Rai.

Do total de 36.000 deslocados pelas chuvas incessantes em Emilia-Romagna no início da semana, cerca 10.000 puderam retornar a suas casas desde então, disseram as autoridades da região neste domingo.

Cerca 20 rios desviaram-se de seus cursos por causa das chuvas nas planícies da Emilia-Romagna, onde vivem 4,5 milhões de pessoas.

As chuvas torrenciais também provocaram deslizamentos de terra. A água cobriu imensas superfícies agrícolas e destruiu plantações.

Apesar de a chuva ter dado uma trégua na maioria dos lugares afetados neste domingo, as autoridades regionais ampliaram o alerta vermelho até segunda-feira.

ide/rox/mar/mb/rpr