Mercado fechará em 4 h 31 min
  • BOVESPA

    101.222,11
    +458,51 (+0,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,10
    +168,27 (+0,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,17
    +1,60 (+1,46%)
     
  • OURO

    1.821,40
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.721,84
    -19,92 (-0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    451,55
    +1,48 (+0,33%)
     
  • S&P500

    3.874,63
    -25,48 (-0,65%)
     
  • DOW JONES

    31.336,82
    -101,44 (-0,32%)
     
  • FTSE

    7.337,20
    +78,88 (+1,09%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.934,50
    -106,00 (-0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5301
    -0,0140 (-0,25%)
     

Prime Day no Brasil reforça compromisso de longo prazo da Amazon com país, diz diretor

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - A Amazon realizará em meados de julho o Prime Day, período anual de promoções exclusivas aos assinantes do programa de assinatura da varejista online, e pela terceira vez o Brasil estará incluído na programação, o que o comando da operação local da empresa norte-americana afirma se tratar de novo sinal de compromisso de longo prazo do grupo com o país.

A Amazon abriu 11 centros de distribuição no Brasil desde 2019, dos seus 12 no total no país, tornando-se um dos competidores internacionais a acirrarem a disputa pelo varejo eletrônico local. Essas companhias concorrem com nomes domésticos como Magazine Luiza e Americanas, além da argentina Mercado Livre, que tem operação consolidada no país.

"Prime Day é um momento para reafirmar compromisso de longo prazo com o Brasil", disse a jornalistas Ricardo Garrido, que comanda o marketplace da Amazon no país. A empresa não informou quantos assinantes do serviço Prime tem no Brasil.

Questionado sobre a menor capacidade logística frente aos concorrentes locais, o presidente da Amazon no Brasil, Daniel Mazini, disse que está "sempre insatisfeito" e que a empresa no país se compara com a própria operação em outros mercados, e não com os concorrentes. Além disso, ele destacou a expansão da companhia no país nos últimos anos.

A Amazon anunciou em abril a expansão de entregas de produtos no prazo de um dia, que abrange atualmente mais de 100 cidades do Brasil, enquanto o frete em dois dia chega a mais de mil municípios do país. Há ainda entregas no mesmo dia para cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

Diante do aumento global de custos, que tem pressionando as operações de varejistas em todo o mundo, Garrido afirmou que "não temos nada a anunciar" sobre um potencial aumento de taxas aos vendedores do marketplace da empresa, observando que o modelo é reavaliado anualmente.

A Amazon anunciou em maio uma elevação nos preços de seu serviço de streaming de vídeo no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos