Mercado fechará em 4 h 56 min
  • BOVESPA

    108.771,65
    -205,05 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,46
    -1,82 (-2,39%)
     
  • OURO

    1.754,40
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    16.190,23
    -356,26 (-2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,82
    -2,84 (-0,74%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.455,65
    -31,02 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.707,75
    -75,00 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6206
    -0,0038 (-0,07%)
     

PRF manda agentes ficharem nome de donos de caminhões para inquérito de Moraes

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques, determinou que as superintendências regionais da corporação informem placas e nomes dos proprietários dos caminhões envolvidos nos protestos deflagrados após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas.

Os dados serão enviados ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, para inclusão no inquérito nº 4.879, que tramita sob sigilo na corte.

Instaurado em 2021 e conhecido como inquérito dos atos antidemocráticos do 7 de Setembro, o procedimento mirou apoiadores de Bolsonaro como o deputado eleito Zé Trovão, o cantor Sérgio Reis.

As informações devem ser enviadas à sede da PRF, segundo o ofício assinado por Vasques no início da manhã desta terça (1º), "impreterivelmente, até as 18h do dia 01/11/2022".

Nesta terça, o diretor-geral da corporação enviou ofício ao ministro da Justiça, Anderson Torres, para pedir a ajuda da Força Nacional nas ações para desmobilizar os protestos.

Vasques afirmou que "a PRF tem trabalhado diuturnamente para o livre trânsito nas rodovias e estradas federais, garantindo a segurança e a integridade dos usuários".

Frisou que o acionamento de todo o efetivo disponível do órgão e o amparo das PMs não se mostraram suficientes para a desobstrução dos mais de 400 pontos de bloqueio.

"Assim, em cumprimento às determinações judiciais, faz-se necessário o apoio da Força Nacional para união de esforços em busca do interesse público, cujo planejamento das operações se dará em reunião conjunta de trabalho entre as forças de segurança pública", disse.

Pedido nos mesmos termos foi enviado pela PRF ao diretor-geral da Polícia Federal, Márcio Nunes de Oliveira. Oliveira determinou que todas as unidades regionais da PF devem realizar contato com as respectivas unidades da PRF e prestar o efetivo apoio visando a liberação das rodovias, assim como realizar ações de inteligência com o objetivo de se alcançar os resultados.