Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.690,17
    +1.506,22 (+1,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.004,19
    -373,28 (-0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,90
    +0,07 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.687,30
    -13,40 (-0,79%)
     
  • BTC-USD

    46.733,89
    -3.741,17 (-7,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    934,35
    -52,86 (-5,35%)
     
  • S&P500

    3.768,47
    -51,25 (-1,34%)
     
  • DOW JONES

    30.924,14
    -345,95 (-1,11%)
     
  • FTSE

    6.650,88
    -24,59 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    28.667,14
    -569,65 (-1,95%)
     
  • NIKKEI

    28.393,94
    -536,17 (-1,85%)
     
  • NASDAQ

    12.333,75
    -121,25 (-0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7821
    -0,0038 (-0,06%)
     

Previsão de investimentos na indústria paulista bate recorde negativo, diz pesquisa

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os anúncios de investimentos para a indústria paulista bateram novo recorde negativo no segundo semestre de 2020, de acordo com pesquisa da Fundação Seade. O total registrado, R$ 1,2 bilhão, foi o menor para o período de um semestre em toda a série histórica, iniciada em 2012. A fundação atribui o resultado à queda no consumo interno e nas exportações. No total, os investimentos divulgados para o estado de São Paulo na segunda metade do ano passado somaram R$ 25,1 bilhões. Foi a menor quantia desde a primeira metade de 2018, quando ficou em R$ 22 bilhões. Os recursos noticiados para setor de serviços, porém, alcançaram R$ 5,4 bilhões, patamar mais alto desde o primeiro semestre de 2019, conforme a pesquisa. Os maiores investimentos foram para frotas de locadoras de veículos e negócios imobiliários, como os lançamentos de galpões logísticos e shoppings. A infraestrutura liderou a pesquisa, com R$ 16,7 bilhões anunciados no semestre passado. Segundo a fundação, cerca de 90% do valor se refere à retomada das obras da linha 6-laranja do metrô de São Paulo, assumidas pela construtora espanhola Acciona.