Mercado abrirá em 1 h 12 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,04
    -0,92 (-1,11%)
     
  • OURO

    1.779,00
    +8,50 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    63.896,13
    +1.742,37 (+2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,66
    +18,31 (+1,25%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.220,23
    +2,70 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.399,75
    +1,25 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5069
    +0,0107 (+0,16%)
     

Preview Forza Horizon 5 | Maior, mais bonito e sem freio

·6 minuto de leitura

Há uma piada comum nos filmes de Velozes e Furiosos sobre o momento em que Toretto e sua turma irão ao espaço. Esta é uma franquia que vem aumentando seu tamanho a cada lançamento, tanto em bilheteria quanto escala, ao ponto de o céu, literalmente no caso da anedota, ser o limite. Entre referências e uma pisada forte no acelerador, dá para dizer algo bem parecido sobre Forza Horizon 5.

A começar pela demonstração de força que aparece logo de início. Afinal de contas, há algo de muito especial nas cenas de carros de alta performance sendo lançados de um avião cargueiro em direção ao festival, enquanto, no rádio, o próprio jogador é enaltecido como uma estrela. Afinal de contas, ele provavelmente já fez história em edições anteriores e, agora, está no topo da lista — o mesmo também pode ser dito sobre o próprio game.

É aumentando o nível que as desenvolvedoras Playground Games e Turn 10 aproveitam uma fórmula já consagrada, que em seu cerne, aparece aqui com poucas diferenças em relação ao anterior. Não é como se precisasse, afinal de contas, Forza Horizon 4 já era um dos games de corrida mais bonitos e divertidos da geração passada, cheio de atividades para fazer e com um clima dos mais instigantes; agora, na sequência, a ideia é aumentar a velocidade ainda mais.

Literalmente, mais uma vez. Afinal de contas, um dos primeiros modelos que pilotamos nas belas paisagens do México é o Mercedes AMG Project One, o carro da capa do game e um esportivo urbano com motor de Fórmula 1. Novamente, entra em jogo a grandiosidade da experiência, com a sensação de pilotar o veículo a 350 quilômetros por hora por estradas de terra e vias sinuosas do interior do país servindo como o grande abre-alas para mais uma edição de um festival que promete e muito. A qualidade de sempre está aqui, mas aparece um bocado “tunada”.

Show visual

<em>Os momentos iniciais de Forza Horizon 5 já mostram a força de suas setpieces, com aviões, diferentes biomas e tipos de veículos explorando o festival mexicano (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Os momentos iniciais de Forza Horizon 5 já mostram a força de suas setpieces, com aviões, diferentes biomas e tipos de veículos explorando o festival mexicano (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Partindo das bases sólidas de uma franquia consagrada e querida, as produtoras foram capazes de aumentar o nível da experiência, focar nos detalhes e também na própria criatividade. Os gráficos estão entre os aspectos em que isso mais se reflete, com uma exibição impressionante do potencial do Xbox Series X, principalmente, nos efeitos ambientais e climáticos.

As imagens, ainda que comprimidas ao serem capturadas diretamente do console, falam por si mesmas. O México de Forza Horizon 5 apresenta uma sucessão de biomas que, muitas vezes, podem se alterar ao longo de uma mesma corrida, com o jogador saindo de uma estrada costeira para dentro de uma cidade pequena, com garoa, e, depois, para as areias do deserto. Tudo se reflete na lataria, que acumula gotas de água e poeira; e no som, que com fones de qualidade, permite ouvir o cascalho batendo na parte inferior do veículo ou os diferentes toques da água nos materiais que fazem parte da estrutura do veículo.

É claro, muitas vezes, você nem vai reparar nessas coisas, principalmente quando se está a mais de 300 quilômetros por hora (mas deveria). E o game também faz questão disso, introduzindo algumas missões de ritmo mais lento, que levam o jogador por diferentes paisagens e ainda servem como uma exibição do potencial gráfico impressionante do novo game. É o caso, por exemplo, da busca por um Fusca considerado patrimônio histórico dos mexicanos, que ao contrário do que poderíamos esperar de um Forza, evolui para uma voltinha de reboque para levar o clássico de volta à oficina.

<em>Sobre as bases sólidas da franquia, Forza Horizon 5 proporciona um show de imagens que mostra bem do que o Xbox Series X|S é capaz (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Sobre as bases sólidas da franquia, Forza Horizon 5 proporciona um show de imagens que mostra bem do que o Xbox Series X|S é capaz (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Este é um dos primeiros objetivos de Forza Horizon 5, aparecendo nas cerca de duas horas iniciais do título, a que o Canaltech teve acesso à convite da Xbox. Trata-se da descida de uma montanha que permite observar ao longe, com o sol se pondo e uma chuva fina caindo sobre o cenário e os próprios veículos; um tipo de cenário de fim de tarde que mostra, nas sutilezas, o nível de cuidado que as produtoras empregaram neste título.

Outros elementos também chamam a atenção pelo aspecto gráfico e, igualmente, pela grandiosidade. Em um dos momentos iniciais, corremos na direção de uma tempestade de areia que, quanto mais próxima, mais “quadrada” fica, ainda que reservando um espetáculo visual em seu interior; destaque, ainda, para a corrida no meio de uma selva, com flamingos assustados com os motores dos carros e saltos sobre riachos que espirram sobre a câmera e o próprio ambiente, enquanto o sempre presente avião cargueiro sobrevoa o local, também em direção ao festival.

A Playground e a Turn 10 evoluíram o game a partir de seus personagens. Não é como se Forza Horizon 5 tivesse um modo campanha forte ou uma história cheia de reviravoltas, mas há, sim, mais personalidade dada aos protagonistas dessa festa, incluindo os modelos disponíveis para o próprio jogador, com maior variedade e, principalmente, inclusão, não apenas em gêneros, opções de dublagem e tons de pele como pela possibilidade de utilizar pernas e braços mecânicos — a opção também se reflete na movimentação durante as cutscenes, mostrando que o cuidado foi mesmo até o fim.

Pisando fundo

<em>Missões mais inusitadas permitem olhar com mais calma os belos cenários e gráficos de Forza Horizon 5 (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Missões mais inusitadas permitem olhar com mais calma os belos cenários e gráficos de Forza Horizon 5 (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

A jogabilidade, como não poderia deixar de ser, permanece um elemento central da experiência. Forza Horizon 5 traz uma experiência essencialmente idêntica à do anterior, para o bom e o ruim — de um lado, está a já citada ideia de um game que atingiu seu apogeu e, agora, segue polindo a lataria e apostando em novas ideias dentro de uma estrutura já conhecida. Apesar do estilo ser o mesmo do anterior, ele também é consagrado e faz todo sentido que retorne aqui.

Por outra visão, temos um novo ambiente que oferece novas possibilidades de provas e elementos ambientais diferentes. O foco no interior do México faz pensar no drift e nas corridas off-road como elementos essenciais, e eles estão presentes com força aqui, Mas a variação de cenários, muitas vezes dentro de uma mesma prova, fará os jogadores manterem a atenção, principalmente se opções que facilitam a experiência para novatos estiverem desabilitadas.

Forza Horizon 5 não é um simulador — essa é a tarefa do novo Forza Motorsport, que deve sair em 2022. E essa também parece ser uma noção claramente incorporada pelas desenvolvedoras do novo título, talvez mais do que nunca. Estamos no campo da diversão, da imensidão e das cenas épicas; ainda que a precisão e habilidade no volante sejam essenciais, há amplo espaço para improvisos, brincadeiras com a física e, principalmente, quebra de regras.

<em>Maior e mais bonito, Forza Horizon 5 abraça seu estilo despojado e promete centenas de horas de missões, objetivos e exploração (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Maior e mais bonito, Forza Horizon 5 abraça seu estilo despojado e promete centenas de horas de missões, objetivos e exploração (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Entre uma trilha sonora inspirada, as cores de um cenário vibrante e uma infinidade de atividades, surge um título que leva adiante os já ótimos conceitos de seu antecessor. Seria correto dizer que Forza Horizon 5 é uma carta de amor aos fãs da franquia, afinal de contas, tudo o que a consagrou e a tornou um sucesso está aqui, maior, mais bonito e empolgante do que jamais foi. Mas há também muita coisa para quem está chegando agora, seja vindo dos simuladores mais pegados, dos games com foco nos modelos de veículos ou àqueles que simplesmente procuram um ótimo jogo de corrida.

Esse festival abre as portas no dia 5 de novembro. Forza Horizon 5 terá versões para PC, Xbox Series X, Series S e Xbox One; no lançamento, o título também fica disponível para os assinantes do Xbox Game Pass.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos