Mercado fechado

Preview BMW i4 M50 | Um gostinho do que será o Série 3 elétrico?

A divisão M, ou Motorsport, é a responsável pelos carros mais velozes e esportivos da BMW. E como era de se esperar, diante da atual realidade do mercado automotivo, o natural seria que a montadora se adequasse também nessa área restrita a puristas e lançasse modelos elétricos com essa pitada de competição. E eis que surgiu o BMW i4 M50.

Com porte de BMW Série 3, mas com a audácia de andar como um M3, o i4 M50 é o modelo topo de linha desse sedan elétrico recheado de tecnologia e que tem a mão da divisão M — muito embora não seja um Motorsport de ponta a ponta — para entregar aos seus compradores tudo o que os esportivos da marca possuem.

Porte de Série 3, desempenho de M3, mas sem poluir o ar. Este é o BMW i4 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Porte de Série 3, desempenho de M3, mas sem poluir o ar. Este é o BMW i4 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Os carros elétricos têm aptidão esportiva por si só, graças ao torque imediato e grandes potências, como geralmente acontece nos modelos premium. Mas o i4 M50 vai um pouco além. Os ajustes no chassi, suspensão e modos de condução o colocam muito perto dos verdadeiros M's.

O Canaltech foi até o Circuito Panamericano para conhecer o BMW i4 M50 e pôde experimentá-lo por alguns momentos durante o evento de comemoração dos 50 anos da divisão M.

BMW i4 M50: Primeiras impressões

O BMW i4 M50 certamente vai mexer com o coração dos apaixonados por sedans. Ele conseguiu mesclar elementos do Série 3, Série 4 e do M3 em um único carro, mas com sua própria personalidade. Controvérsias à parte por conta da grade dianteira, trata-se de um lindo carro.

Visualmente, pouco muda da versão eDrive 40 para a M50 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Visualmente, pouco muda da versão eDrive 40 para a M50 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Mas, ao olhar de fora e ver esse ar que, de certo modo, é bem elegante, poucos vão apostar que se trata de um dos modelos mais rápidos e agressivos da BMW à venda no Brasil, principalmente na versão M50, a topo de gama. Diferente da eDrive 40, a de entrada, essa variante traz dois motores elétricos que, juntos, despejam 544cv e 81 kgf/m de torque.

E para sentir toda essa potência e força, fomos colocados em um exercício de launch control, o conhecido controle de largada característico de carros esportivos. Pisando com o pé esquerdo no freio com o direito no acelerador, deixamos o i4 M50 tremelicando e ponto para "decolar". Quando soltamos o pedal esquerdo, saímos em um arranque tão forte que sentimos a pressão em nossa cabeça e corpo como se alguém muito pesado estivesse nos empurrando e apertando.

O porte do i4 é idêntico ao do Série 3 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
O porte do i4 é idêntico ao do Série 3 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

O 0 a 100 km/h foi feito em 3,9 segundos, o mesmo tempo do BMW M3. Tudo bem, não foi a mesma emoção sem o ronco do motor a combustão, mas a força imediata passa outro tipo de sensação — igualmente deliciosa.

Eficiência e conforto também estão presentes

Nos demais exercícios, pudemos aferir outras características interessantes e importantes do BMW i4 M50. A começar pelo seu sistema de regeneração de energia cinética, o mesmo que vimos no BMW iX3. Ele é muito inteligente e, de fato, ajuda na manutenção dos ótimos 510km de alcance do sedan (na versão eDrive 40 são 590km).

A bateria de 80,7kWh parece a ideal para o carro e conta com tecnologia de carregamento rápido, sendo capaz de suportar carregadores de até 350 kWh. Se bem administrada, a autonomia ou alcance da bateria do i4 pode transformá-lo em um sedan perfeito para o uso diário — algo que vamos verificar em um teste mais longo.

Interior também tem elementos do sedan 320i (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Interior também tem elementos do sedan 320i (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

O interior, como era de se esperar, é bem luxuoso e conta com o que há de melhor na BMW em termos de conectividade e segurança. O conjunto cluster + central multimídia é o mesmo do novo BMW Série 3, com uma enorme tela curva que liga os dois equipamentos e deixa a vida na cabine mais futurista. No quesito espaço, pouco se difere do sedan médio 320i.

A rodagem do i4 M50, ao menos no trajeto dentro do Circuito Panamericano, é o que se espera de um sedan premium, sendo elétrico ou não. O silêncio a bordo, característico dos carros zero emissão, está lá e a suspensão adaptativa a ar escolhida pela BMW para essa versão faz seu trabalho, oferecendo o que queremos dependendo do modo de conduzir. No uso urbano, perceberemos isso com mais clareza.

Os símbolos da M aparecem por todo o carro e há alguns ajustes esportivos (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Os símbolos da M aparecem por todo o carro e há alguns ajustes esportivos (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

BMW i4 M50: O que esperar do novo sedan elétrico?

Em uma brincadeira com colegas no evento da BMW, dissemos que esse talvez seja o "Taycan da BMW". Mas aqui há muitas diferenças para o seu rival alemão e. A experiência com o i4 M50 pode ser mais "amigável", mesmo com o apelo esportivo que a montadora tento aplicar no bólido.

BMW i4: Preços e versões

  • BMW i4 eDrive40: R$ 496.950

  • BMW i4 M50: R$ 596.950

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: