Mercado abrirá em 7 h 49 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,55
    +0,50 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.685,50
    +7,50 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    53.849,57
    +3.480,54 (+6,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.087,46
    +63,26 (+6,18%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.924,92
    +384,09 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    28.933,00
    +189,75 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.455,50
    +158,25 (+1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Previ-Rio: prazo para comprovação do uso do auxílio-creche termina no dia 31 de janeiro

Extra
·1 minuto de leitura

Os servidores municipais que receberam o auxílio-creche do Previ-Rio ao longo do ano passado têm até o próximo dia 31 para apresentar ao instituto a documentação que comprova o uso correto do benefício em 2020. O valor do auxílio foi de R$ 270,43 por mês, e destinou-se aos filhos de segurados do instituto com idades de um a seis anos, matriculados em estabelecimentos da rede particular.

Os documentos consistem no comprovante de inscrição 2020 e na declaração do estabelecimento de ensino, comprovando o período em que o menor esteve inscrito, em papel timbrado, contendo ato de autorização de funcionamento e CNPJ, datado, assinado e carimbado pelo responsável da escola (na ausência de carimbo deve ser identificado o responsável pela assinatura). As declarações que não apresentarem o número do CNPJ da instituição de ensino, bem como o número do ato de autorização de funcionamento, serão consideradas inválidas.

Esses comprovantes devem ser enviados pelo e-mail auxiliocreche2020@rio.rj.gov.br.

O Previ-Rio lembra que mesmo aqueles que deixaram de usar o benefício durante o ano devem apresentar a documentação relativa aos meses em que receberam o auxílio.

Na falta de comprovação do uso correto do benefício no prazo definido, o servidor terá de devolver os valores recebidos e não poderá se habilitar para qualquer outro benefício, enquanto o débito não for quitado. Não caberá recurso contra a falta de entrega no prazo marcado.