Mercado abrirá em 52 mins
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,00
    +0,71 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.768,80
    +5,00 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    43.282,66
    -519,46 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.087,44
    -46,95 (-4,14%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.987,07
    +83,16 (+1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.118,00
    +108,50 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2291
    -0,0156 (-0,25%)
     

Prevalência da Covid-19 na Inglaterra sobe, mas taxa pode estar desacelerendo

·1 minuto de leitura
Pessoas caminham sobre a Ponte de Westminster em meio à pandemia de Covid-19 em Londres

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - A prevalência de infecções de Covid-19 na Inglaterra cresceu e foi estimada em 1 a cada 65 pessoas na semana encerrada em 24 de julho, afirmou o Gabinete Nacional de Estatísticas do Reino Unido (ONS) nesta sexta-feira, acrescentando que a taxa pode ter desacelerado desde então.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, retirou as últimas restrições contra Covid-19 na Inglaterra, apesar da predominância da variante altamente transmissível Delta que preocupa cientistas do mundo inteiro.

A pesquisa de infecções do ONS oferece um panorama mais completo, embora defasado, da pandemia no Reino Unido em uma semana na qual a contagem diária oficial de casos começou a cair, a partir do pico de 54.674 na atual onda, em 17 de julho, 50.955 dos quais na Inglaterra.

“Na Inglaterra, o percentual de pessoas testando positivo para coronavírus continuou a crescer na semana que terminou em 24 de julho de 2021, embora haja possíveis sinais de que a taxa de aumento esteja caindo”, disse o ONS.

A prevalência estimada cresceu de 1 pessoas a cada 75 na semana anterior.

O ONS procura estimar o número de infecções na comunidade além dos que foram testados, o que fornece uma estimativa de prevalência que não é afetada pela flutuação de pessoas fazendo testes.

(Por Alistair Smout)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos