Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.776,48
    +186,91 (+0,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Prestes a virar pago, Google Fotos mostra detalhes do armazenamento para liberar espaço

·2 minuto de leitura
Prestes a virar pago, Google Fotos mostra detalhes do armazenamento para liberar espaço
Prestes a virar pago, Google Fotos mostra detalhes do armazenamento para liberar espaço

O Google anunciou uma atualização para o app Google Fotos (ou Photos) que permitirá aos usuários administrar melhor os espaços para armazenamento disponíveis para os usuários. A ferramenta dá as caras nas vésperas da modificação dos termos que farão o utilitário dividir o mesmo armazenamento com o Gmail e o Google Drive.

A ferramenta, embutida no aplicativo, listará diferentes filtros para ajudar o usuário a apagar fotos potencialmente indesejadas. O Google Fotos listará arquivos pesados, capturas de tela, fotos borradas e outros apps na seção de conta do usuário. A função estará disponível na aba “Backup e sincronização”, e entrará no ar em um servidor paralelo. O novo recurso será especialmente útil para usuários que já utilizam o gerenciador de imagens para otimizar o espaço no smartphone.

Mudanças no armazenamento começam mês que vem

As mudanças na política de armazenamento do Google Fotos foram anunciadas em uma publicação no blog de desenvolvedores e estão previstas para entrar ao ar no dia 1° de junho. Segundo a empresa, o conteúdo presente nestes servidores permanecerá fora do espaço dividido e seu acesso será mantido gratuitamente. Considerando que o app chegou aos seus 5 bilhões de downloads no fim do ano passado, é de se imaginar a sobrecarga nos servidores.

Usuários que estiverem perto do fim dos seus 15 GBs de espaço nas plataformas poderão utilizar a nova ferramenta do Google para estimar em quanto tempo de backup está disponível. Os desenvolvedores estimam que cerca de 80% das contas ainda terão pelo menos três anos de armazenamento em alta qualidade nos servidores.

Quando o usuário se aproximar do limite de espaço, a plataforma enviará uma notificação — assim como já faz com o Gmail e o Google Drive. A partir daí, a nova ferramenta auxiliara o Google Fotos a liberar armazenamento com a exclusão de imagens. Isto é, se o usuário não considerar que vale a pena comprar mais espaço.

Via Gadgets NDTV

Imagem: Kampus Production/Pexels/CC