Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.921,04
    +1.920,55 (+4,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Prestes a assumir comando da Roma, Mourinho diz que ter ido para o Tottenham foi um erro

·1 minuto de leitura

Há dez dias já se habituando à capital italiana, o treinador português José Mourinho disse que a oportunidade de treinar a Roma “reacendeu a sua paixão” e que está preparado para “mergulhar nesta nova missão impossível”. Em entrevista à revista GQ, o técnico disse, ainda, que a passagem pelo Tottenham, onde ficou de novembro de 2019 até abril deste ano, havia sido um erro.

“Cometi erros também, e fiz mal em aceitar determinados projetos. Em certos momentos, fui pressionado para tomar decisões que não queria tomar. Fui para Manchester num momento de transição e depois para o Tottenham, que não tem uma história de sucesso”, afirmou.

Segundo Mourinho, o convite para assumir o comando técnico do clube italiano teria ocorrido logo após a sua despedida do Tottenham. O treinador ainda definiu o projeto de dirigir a Roma como “mais uma missão impossível”, frisando a seca de títulos que o clube enfrenta — são 13 anos sem títulos nacionais e 20 sem conquistar o Calcio.

“A Roma me queria muito. Foi praticamente instantâneo, me ligaram na manhã em que o Tottenham havia me demitido. Me fizeram sentir a paixão pelo jogo que existe na Itália, e que eu conheço, especialmente numa Roma que não ganha há duas décadas”, disse. “[os dirigentes da Roma] tiveram uma abordagem muito profissional e humilde, e transmitiram o seu entusiasmo. Foram objetivos, honestos e sinceros comigo, fizeram com que sentisse a sua paixão pelo clube e fiquei sensibilizado com a sua abordagem.”

Mourinho foi anunciado como novo técnico da Roma no mês passado, com um contrato válido até junho de 2024. Ele substituirá seu compatriota Paulo Fonseca, que não teve seu contrato com o clube renovado no fim da temporada 2020/2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos