Mercado fechado

Prestes a lançar sistema de anúncios, Netflix deve vetar assuntos de criptomoedas e remédios

Netflix anunciou a contratação de ex-executivos da Snap para gerenciar a nova equipe de publicidade, mas ainda não revelou quanto planeja cobrar pelo serviço (Getty Creative)
Netflix anunciou a contratação de ex-executivos da Snap para gerenciar a nova equipe de publicidade, mas ainda não revelou quanto planeja cobrar pelo serviço (Getty Creative)
  • Netflix deverá restringir anúncios relacionados a criptomoedas, assuntos políticos e de jogos de azar;

  • Plataforma disse em julho que colaboraria com a Microsoft para estabelecer um novo nível de publicidade;

  • Mudanças ocorrem em meio às chamadas guerras de streaming, que desencadearam uma onda de serviços mais novos.

O novo pacote da Netflix suportado por anúncios deve ser lançado em 1º de novembro em vários países, informou a Variety na última quinta-feira (1º), citando fontes do setor. No entanto, informações do jornal australiano The Sydney Morning Herald afirmam que determinados tipos de conteúdo não serão permitidos.

De acordo com a publicação, a plataforma de streaming não comercializará produtos para jovens nem veiculará anúncios relacionados a criptomoedas, assuntos políticos e de jogos de azar. Citando fontes, a reportagem disse ainda que a Netflix também está considerando restrições aos anúncios farmacêuticos.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 MinutosA Netflix disse em julho que colaboraria com a Microsoft para estabelecer um novo nível de publicidade. Recentemente, a plataforma anunciou a contratação de ex-executivos da Snap, Jeremi Gorman e Peter Naylor, para gerenciar a nova equipe de publicidade, mas ainda não revelou quanto planeja cobrar pelo serviço.

Em abril, depois que a Netflix relatou sua primeira perda de assinantes em uma década , o co-CEO Reed Hastings revelou que a empresa estava procurando um nível mais barato e suportado por anúncios para a Netflix depois de anos dispensando publicidade. A companhia também planeja começar a cobrar pelo compartilhamento de senhas no próximo ano.

Embora ainda seja cedo para afirmar com certeza como será o novo plano, uma vez que a Netflix não está próxima de formalizar sua implementação, fontes afirmaram que a empresa está pensando em não incluir anúncios durante os conteúdos originais em seu lançamento, somente em uma data posterior.

As mudanças ocorrem em meio às chamadas guerras de streaming, que desencadearam uma onda de serviços mais novos – incluindo Apple TV Plus, Disney Plus, HBO Max, Peacock e Paramount Plus – e opções para os consumidores.