Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    46.716,43
    -49,50 (-0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Pressão de NY prevalece, ações de commodities aliviam perdas do Ibovespa

Aluisio Alves
·2 minuto de leitura
Sede B3

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice brasileiro de ações tinha uma sessão errática nesta quinta-feira, alternando altas e baixas desde a abertura, com a influência negativa de Wall Street sendo aliviada em parte por ganhos de ações domésticas.

Às 12:29, o Ibovespa mostrava baixa de 0,8%, aos 119.435,02 pontos. O giro financeiro da sessão somava 14,2 bilhões de reais. Na véspera, o índice fechou no maior nível em quatro semanas.

Mas a pressão externa se fazia valer, com os principais índices das bolsas norte-americanas no vermelho após dados semanais de seguro-desemprego no país terem vindo acima das expectativas, criando dúvidas sobre o ritmo de recuperação da economia dos Estados Unidos.

No plano doméstico, o pregão marca a estreia das ações da CSN Mineração.

Noutra frente, mais quatro empresas pediram registro para IPO na Bovespa, incluindo o grupo hospitalar Mater Dei, a financiadora de automóveis Rodobens, a fabricante de etanol de milho FS e a varejista online Privalia.

A temporada de resultados trimestrais teve sequência com a varejista Carrefour Brasil, enquanto os investidores aguardam os resultados da resseguradora IRB Brasil Re para esta noite.

DESTAQUES

- CSN MINERAÇÃO disparava 6,5% em sua estreia na Bovespa, após oferta inicial de ações ter sido precificada na quinta-feira no piso da faixa estimada pelos coordenadores. A controladora, CSN, tinha oscilação positiva de 0,3%.

- CARREFOUR BRASIL avançava 1,4%. Executivos do grupo mostraram otimismo sobre cenário para varejo alimentar em 2021, após a companhia ter divulgado na noite da véspera que teve lucro consolidado de 1 bilhão de reais no quarto trimestre, alta de 34,9% sobre um ano antes.

- EMBRAER, que havia disparado na véspera e mantinha a tendência no começo desta sessão, reverteu e caía 2,3%, após o governo brasileiro anunciar que desistiu de uma disputa na OMC alegando subsídios ilegais do Canadá para o programa C-Series, da rival Bombardier, após o negócio ter sido vendido para a Airbus.

- PETROBRAS caía 0,7%, após a companhia ter informado pela manhã que irá aumentar os preços do diesel e da gasolina em suas refinarias a partir de sexta-feira.

- VALE tinha ganho de 0,3%, perdendo fôlego em relação à abertura.

- ITAÚ UNIBANCO evoluía 1,1%, liderando ganhos entre os grandes bancos. BRADESCO tinha alta de 0,4%.

- HAPVIDA caía 3%, enquanto NOTRE DAME INTERMÉDICA tinha baixa de 3,8%, ambas negociam um acordo de fusão. Mais cedo, o grupo hospitalar Mater Dei fez pedido de registro para uma oferta inicial de ações (IPO).