Mercado abrirá em 8 h 14 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,58
    +2,09 (+2,63%)
     
  • OURO

    1.671,30
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    19.121,44
    -193,10 (-1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,70
    -8,73 (-1,97%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.018,62
    -204,21 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    26.043,67
    +106,46 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    10.974,75
    -60,75 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Pressão alta aumenta riscos de declínio na saúde óssea

A pressão alta aumenta o risco de declínio na saúde óssea, conforme aponta um estudo apresentado no American Heart Association‘s Hypertension Scientific Sessions 2022 (EUA). Para chegar a essa informação, os pesquisadores analisaram camundongos jovens e idosos, com ou sem hipertensão.

O estudo indica que a pressão alta pode acelerar a perda óssea em animais jovens semelhante à observada durante o processo típico de envelhecimento. Além disso, a perda óssea observada em animais jovens com pressão arterial elevada foi associada ao aumento da inflamação.

A ideia por trás do estudo é encontrar meios de desenvolver terapias para prevenir a perda óssea em seres humanos jovens. "Identificamos uma nova população potencial em risco de fraturas por fragilidade. Isso significa que a hipertensão pediátrica pode ter implicações significativas mais tarde na vida, o que ainda precisa ser pesquisado", pontuam os autores do estudo.

Os pesquisadores estimam que um aumento na inflamação pode ser um dos mecanismos que podem mediar a associação entre hipertensão e osteoporose — uma doença óssea que aumenta o risco de fraturas.

Pressão alta aumenta riscos de declínio na saúde óssea, conforme comentam pesquisadores (Imagem: liufuyu/envato)
Pressão alta aumenta riscos de declínio na saúde óssea, conforme comentam pesquisadores (Imagem: liufuyu/envato)

O estudo envolveu dois grupos de camundongos mais jovens com 4 meses de idade (equivalente a uma idade humana de cerca de 25 anos) e dois grupos de camundongos mais velhos com 16 meses (uma idade humana equivalente a cerca de 52 anos).

A indução de pressão arterial elevada em camundongos jovens usando angiotensina II resultou em uma redução no volume ósseo, integridade estrutural e força. Um declínio na saúde óssea também foi observado em camundongos mais velhos com níveis saudáveis ​​de pressão arterial. Em 2020, um estudo apontou que pessoas com hipertensão devidamente medicadas possuíam mais chances de sobreviver à covid-19.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: