Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,63
    -0,07 (-0,12%)
     
  • OURO

    1.732,60
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    60.025,18
    +244,85 (+0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,55
    -6,03 (-0,47%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.824,75
    -4,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8297
    +0,0655 (+0,97%)
     

Presidente de Tóquio-2020 quer torcedores nas arquibancadas

·1 minuto de leitura
Seiko Hashimoto, presidente do Comitê de Organização de Tóquio-2020

A nova presidente do Comitê de Organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Seiko Hashimoto, deseja a presença do público durante as competições, apesar da preocupação com a pandemia de covid-19.

"Quando contemplamos a opção dos Jogos Olímpicos sem público nas arquibancadas, os atletas perguntarão por quê não há pessoas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos enquanto outras competições autorizam torcedores", afirmou, de acordo com o jornal Asahi Shimbun.

Mas a decisão final dependerá da evolução da epidemia, destacou a ex-atleta e ministra, que comanda a organização dos Jogos desde a renúncia de Yoshiro Mori por comentários machistas.

"Todos querem uma decisão rápida para os torcedores, para preparar os ingressos e a hospedagem", afirmou, a cinco meses da cerimônia de abertura dos Jogos, que foram adiados em um ano pela pandemia.

Alguns dirigentes cogitaram a possibilidade de decisões diferentes para os residentes no Japão e os espectadores procedentes do exterior.

O Japão está no processo de permitir que atletas estrangeiros entrem em seu território para os Jogos, segundo a imprensa local. Isto abriria o caminho para a organização de competições e partidas das eliminatórias da Copa do Mundo.

Porém, muitos japoneses expressam ceticismo a respeito dos Jogos. De acordo com várias pesquisas, quase 80% da população defende o cancelamento ou um novo adiamento do evento.

hih/jfx/av/dep/gh/fp