Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    59.343,04
    +757,64 (+1,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Presidente do Santander no Brasil diz em texto que 'liberdade é também não temer tanto'

CAMILA MATTOSO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Santander no Brasil, Sergio Rial, escreveu e divulgou nas suas redes sociais na sexta-feira (19) um texto em que propõe uma "reflexão sobre o poder da liberdade" "em um momento no qual o pânico da ausência de ar e de morrer no seco se aproxima de todos nós". O material foi divulgado nas redes sociais do Santander como "mensagem do presidente". "Liberdade é também não temer tanto", defendeu Rial. "E se for para ter medo, que seja o medo de perder a coragem", disse também, com uma citação atribuída a Inês Saibert. "Algum medo nos fortalece, muito medo nos desumaniza", completa Rial. No artigo, o presidente do Santander ainda diz que em sua vida ele não tem "muitas regras". "Elas me diminuem naquilo que julgo ser a grandeza do humano: a ausência do limite". O Brasil tem quase 12 milhões de casos confirmados da Covid-19, e mais de 292 mil vítimas.