Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,12
    +0,04 (+0,05%)
     
  • OURO

    1.775,20
    -8,20 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    32.500,45
    -1.542,33 (-4,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    781,30
    -28,89 (-3,57%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.919,49
    +102,42 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.917,95
    +43,06 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    14.296,75
    +33,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9262
    -0,0023 (-0,04%)
     

Presidente do FED diz que maioria das criptomoedas são ‘inúteis’

·3 minuto de leitura
Crise econômica e Bitcoin
Crise econômica e Bitcoin

O presidente do FED St. Louis criticou o mercado de criptomoedas em uma entrevista recente ao Yahoo Finance, informando que a maioria dos projetos não tem valor. Apesar de não citar quais moedas ele julga irrelevantes, ele deixou claro que mantém cautela sobre os ativos digitais.

Os investimentos em criptomoedas passaram a ser comuns por muitas pessoas nos últimos anos. Em 2020, inclusive, investidores institucionais passaram a realizar aportes em Bitcoin, principalmente, como uma estratégia de reserva de valor.

A motivação dos investidores institucionais e os de varejo é similar: a fraqueza do dólar em tempos de crise na economia. Neste ponto, os investidores podem estar com alguma razão, dado que o próprio FED St. Louis divulgou, nesta terça-feira (24), um relatório que aponta um índice alto na inflação em 2021.

“Maioria das criptomoedas são inúteis ou sem valor”, ataca presidente do FED St. Loius

A principal criptomoeda do mundo, o Bitcoin, passa por um momento importante de sua história. O principal motivo é a ampla adoção a sua tecnologia como uma das principais características de moeda que é a reserva de valor.

Neste sentido, o Bitcoin se coloca como uma alternativa plausível ao dólar e até ao Yuan, moeda emitida pela China que tem se tornado digital. Isso porque, o Bitcoin não está atrelado aos governos, logo é independente de suas políticas monetárias que estão sendo acusadas por economistas de serem inoportunas em meio à pandemia.

Um dos que reforçaram essa visão, ao anunciar ter posse de Bitcoin, foi Ray Dalio, que reconhece o potencial de inflação descontrolada nos Estados Unidos nos próximos anos.

No entanto, o presidente do FED St. Loius, James Bullard, atacou as criptomoedas em uma entrevista ao Yahoo Finance na última segunda-feira (24). De acordo com ele, a maioria das moedas digitais são inúteis.

Apesar do ataque, James reconheceu que as criptomoedas têm atraído investidores conscientes ao mercado, ou seja, não são apenas pessoas que entram sem noção dos riscos.

James pediu que investidores tomem cuidado ao buscar investir em projetos de criptomoedas. O aviso vem dias após alertas dos bancos centrais da China, Argentina, Cuba e Bolívia sobre as criptomoedas.

FED St. Louis publica estudo prevendo inflação acima do esperado, pior desde 2007 (pré-crise de 2008)

Um dia depois da fala de James Bullard, na manhã desta terça-feira (25), o FED St. Louis publicou um alerta sobre a inflação nos Estados Unidos. Segundo o estudo, ainda que a economia dos EUA esteja mostrando melhoras, a inflação tem aumentado.

“A maioria dos analistas e participantes do FOMC vêem esse aumento da inflação como algo transitório.

Consistente com essa visão, o modelo de previsão de inflação do Federal Reserve Bank de St. Louis está projetando que o índice de preços de despesas de consumo pessoal aumentará 2,8% em 2021, o que seria o maior aumento desde 2007, mas depois cairia para 2% em meados de 2022.

No entanto, o aumento inesperadamente grande no IPC de abril sugere que há algum risco de que a inflação possa ultrapassar 3% em 2021.”

A alta da inflação, possivelmente registrando o maior aumento desde 2007 (pré-crise de 2008), é justamente o que levou investidores a buscar refúgio nas criptomoedas, agora atacadas pelo presidente do FED St. Louis.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos